Ratos pulando do navio
Legenda golpista já quer abandonar candidatura por ter pontuado 14% nas pesquisas

Por: Redação do Diário Causa Operária

Em entrevista cedida ao Blog do Silvinho, o presidente estadual do Partido da Mulher Brasileira (PMB) em Pernambuco, Tinho do Povo, declarou que a legenda poderá retirar seu apoio à candidatura de Marília Arraes. O PMB estaria “insatisfeito” com a forma como a campanha estaria sendo conduzida e o próprio presidente reivindicou uma “atenção especial” junto à candidata: “caso não haja, o PMB pode abandonar seu Projeto em Recife”.

O fato de que o PMB já estuda abandonar a candidatura de Marília Arraes nada tem a ver com “falta de atenção”. Tem a ver com o fato de que a sigla é um dos dois únicos partidos de direita a apoiar o PT no Recife. A direita está investindo em peso nas candidaturas de Mendonça Filho, João Campos e Patrícia Domingos para tentar isolar o PT e, justamente por isso, os partidos que tinham alguma ligação com Marília Arraes acabaram indo para outras coligações. Ao que parece, o PMB e o PTC decidiram apostar na candidatura de Marília Arraes na expectativa de algum cargo caso saísse vitoriosa.

Mas a última pesquisa, para quem vive das ilusões eleitorais, não foi nada animadora para a esquerda: Marília Arraes apareceu com apenas 14%. A ameaça dos ratos do PMB de pular fora do barco na segunda semana de campanha mostra a total inocuidade de uma frente com os partidos golpistas, que não têm princípio algum. Seu único interesse é uma fatia da administração pública para dividir entre seus sócios.

Para derrotar o governo Bolsonaro, é preciso refutar a “frente ampla” com a direita e organizar uma frente de luta com a esquerda e as organizações do povo para mobilizar os trabalhadores em torno de suas reivindicações centrais.

Send this to a friend