Campanha salarial
É hora de arrancar dos patrões nossas reivindicações, aumento de salários, melhores condições de vida e trabalho
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
mesas de produção em frigoríficos
Mesa de produção em abatedouro de aves | Foto: Reprodução

Dando início à campanha salarial correspondente ao período de 2020/2021, os trabalhadores nas indústrias de carne, derivados e do frio farão assembleia para encaminhar a pauta de reivindicações aos patrões.

Essa categoria vem sofrendo com o total descaso dos patrões que, desde 2017 se recusam a aumentar o salário dos trabalhadores e querem, ainda, retirar direitos conquistados há vários anos, no entanto decidiram que, sobre os direitos conquistados não se mexe.

Nesse ano, com a situação da pandemia do coronavírus, os trabalhadores vêm sendo tratados pior que escravos do período colonial, as condições de segurança e saúde, que já eram péssimas, tornou-se uma situação de calamidade pública.

Enquanto essa situação perdura dentro das fábricas, com a contaminação a nível nacional, pelo coronavírus, de mais de 125 mil trabalhadores, isso considerado somente até julho, nessa circunstância, os patrões, como o grupo JBS/Friboi, por exemplo, alcançaram no último trimestre, um lucro de 3.38 bilhões, superando inclusive a Petrobras em lucros no mesmo trimestre, enquanto os trabalhadores estão sendo vítimas da ganância desses patrões.

Os últimos três anos, os produtos do ramo alimentício desse setor industrial vêm sofrendo reajustes muito acima da inflação, no entanto, os percentuais oferecidos aos trabalhadores são insignificantes.

Os preços de produtos e serviços que já vinha numa escalada de aumentos, com o COVID-19, a situação dos trabalhadores ficaram insustentáveis, o arroz, feijão, e vários outros produtos, bem como o aluguel e outros produtos de primeira necessidade vem se elevando a cada dia, mas os salários dos operários diminuíram bruscamente em relação ao seu poder de compra.

Os representantes do sindicato dos trabalhadores nas Indústrias de Carne, Derivados e do Frio estão fazendo reuniões com os trabalhadores das fábricas de diversas regiões, debatendo o tamanho do descaso para com a situação dos seus salários, bastante defasados, e que vem perdendo o seu poder de compras a cada ano que passa, especialmente depois do golpe de estado e do governo ilegítimo de Bolsonaro.

Na próxima semana, no dia 14 de outubro, será realizada assembleia geral de todas as regiões, onde se encontram os frigoríficos. Nesta semana até o dia da assembleia ocorrerão reuniões com os trabalhadores nas portas das fabricas.

Serão confeccionados cartazes, camisetas, adesivos e, os representantes do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Carne, Derivados e do Frio no Estado de São Paulo estarão passando nas fábricas convocando a assembleia.

Será discutida a pauta da campanha salarial referente ao período de 2020/2021. É importante que os trabalhadores façam sugestões, enviando ao Sindicato dos Frios, podendo entrega-las aos representantes, ou por telefone, etc..

Vejam nos boletins Faca Afiada qual o dia em que os representantes estarão em sua região, junte os colegas de trabalho, debata com seu sindicato, e veja como ir à assembleia do dia 14 de outubro.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas