Parar a categoria urgente
Os patrões expõe os trabalhadores à morte para manter os lucros
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
trabalhadores em telemarketing
Trabalhadores muito próximos uns dos outros | Foto: Gabriel Teixeira / Agência O Globo
O telemarketing hoje é considerado pelo governo fascista com atividade essencial, para o atendimento de outros serviços com permissão para funcionar durante a pandemia continuarem, aumentando o lucro dos patrões que estão em casa, enquanto os funcionários de call centers no Recife continuaram a trabalhar e locais fechados e sem ventilação alguma. Segundo eles, sem ter recebido nenhuma orientação da empresa, estão sendo expostos ao risco, na verdade, à morte.
“Quando a gente ouviu falar em evitar aglomerações porque o vírus se propaga mais rápido, todo mundo ficou desesperado”, conta a teleoperadora Beatriz Silva, lembrando a reação dos colegas de call center ao ouvir as primeiras notícias sobre o avanço da pandemia de coronavírus.
“Isso é tudo o que uma operação de telemarketing é: um lugar totalmente fechado, sem janelas, com ar-condicionado por todos os lados. O telemarketing sempre foi um setor problemático porque, além de ser muito estressante, as condições de trabalho colaboram para esse ambiente. É muita cobrança, muito destrato, não só do cliente, mas na empresa. Então, qualquer coisa que acontece é motivo para estourar. Essa questão do coronavírus foi um estouro porque a empresa, mais uma vez, se posicionou como sempre se posiciona, que é não falando com a gente”, lembra Beatriz.
É preciso organizar a categoria e parar completamente as atividades.
Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas