Rio de Janeiro
Governo do fascista Wilson Witzel é uma máquina de massacrar pobres
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
28/05/2004 -
PM-RJ realiza novo massacre. Foto ilustrativa: Andréa Farias / AG. O Dia/Flickr (CC BY-SA 2.0) |

Da redação – Uma operação da Polícia Militar do Rio de Janeiro matou cinco pessoas nesta quarta-feira (18) no Complexo do Alemão.

Com a desculpa esfarrapada de combater o tráfico de drogas, os policiais invadiram a comunidade e, em meio à suposta troca de tiros, mataram cinco pessoas, dentre elas um mototaxista. Segundo a versão da PM, todas as vítimas são suspeitas de envolvimento com o tráfico.

Wellens dos Santos, de 18 anos, foi baleado e levado a uma Unidade de Pronto Atendimento em um carrinho de mão por sua família, mas não resistiu e morreu.

Além de terem matado cinco pessoas, os agentes ainda estão oprimindo os moradores da favela aos fazerem revista em quem entra e sai da comunidade.

É preciso dissolver a polícia, órgão repressão do Estado para esmagar a população pobre. No Rio de Janeiro, particularmente, ela tem sido usada de maneira sistemática pelo governador Wilson Witzel em sua política fascista de genocídio nos bairros operários. Fora Witzel! Dissolução da polícia, já!

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas