ONU admite: mulheres são ameaçadas em todo o mundo

njjjh

Sendo esta a realidade das mulheres mundialmente, o que a ONU constatou por meio de seu grupo de trabalho acerca da discriminação de mulheres é na prática o reflexo de como o imperialismo trata a questão da mulher. Segundo apuração do grupo, os direitos das mulheres estão ameaçados no mundo todo, desde aqueles que há muito foram conquistados pela luta das mulheres e principalmente os que ainda são reivindicados com urgência e culminariam na emancipação real das mulheres.

Esse avanço na política de ataque contra as mulheres é justificada justamente com a crise do imperialismo, sabendo que essa é a verdadeira política que o imperialismo tem a oferecer às mulheres, isso se revela principalmente com a campanha demagógica com a luta das mulheres, onde cooptam o movimento para um viés meramente burguês do ponto de vista prático e que se separa de real luta de classes na qual as mulheres estão inseridas.

Nas grandes potências imperialistas, o ataque contra as mulheres se demonstra por meio da ascensão de governos de direita, que fazem bancada com setores conservadores que corroboram com a impugnação de leis como a legalização do aborto que é um fator principal na opressão da mulher mundialmente, assim como se revela nesse momento. Nos países pobres, e que são fortemente atacados pelo imperialismo por meio de golpes de estado, assim como no caso do Brasil, as mulheres são as principais atingidas por essa política de massacre contra a população.

Nesse sentido, a luta das mulheres mundialmente é a luta política organizada, pela derrubada do sistema capitalista que é o grande sustentáculo de toda sua opressão. É preciso não só denunciar a política de ataque aos direitos das mulheres, mas é preciso uma reação a altura, por isso a importância da organização politica das mulheres e isso se dá dentro do partido revolucionário.