Coronavírus
Organização Mundial de Saúde descarta a possibilidade de imunização de, ao menos, 60% da população mundial ainda em 2021.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
vacina covid
Foto ilustrativa de vacina contra a COVID-19. | Foto: Reprodução

Soumya Swaminathan, chefe da equipe científica da Organização Mundial da Saúde (OMS), descartou completamente a possibilidade de haver, ao menos, 60% da população imunizada contra a COVID-19 ainda em 2021. Segundo ela, em entrevista coletiva, levará tempo para que este percentual seja atingido.

Até o momento, nem 1% da população foi imunizada contra a doença. Se a velocidade do número de imunizações não crescer, a tendência é que a pandemia dure ainda mais algum tempo.

Fica óbvio que, no próximo período, a diferença entre os países ricos e o pobres ficará ainda mais acentuada. Os países mais desenvolvidos estarão com boa parte da sua população imunizada, retomando primeiro as atividades econômicas. Por isso, os países mais pobres serão obrigados a reabrir também sua economia, prolongando, ainda mais, o genocídio aos trabalhadores.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas