Oliver Stone, cineasta de esquerda norte-americano denuncia: “não podemos deixar Lula na cadeia”

STONE-close

Da redação – Recentemente, o cineasta norte-americano, Oliver Stone, denunciou a perseguição ao ex-presidente Lula e atacou o futuro presidente, o golpista Jair Bolsonaro.

À medida que vai aumentando a perseguição política, o apoio internacional ao ex-presidente Lula só aumenta. Manifestações em diversos países da Europa e o apoio de diversas celebridades aparecem.

A prisão política de Lula foi uma ofensiva dos golpistas para levar adiante a política de ataques aos trabalhadores.

Oliver Stone é diretor de importantes filmes, como Wall Street, que retrata a vida dos especuladores das Bolsas de Valores; Platoon, sobre a guerra do Vietnam; Scarface, sobre o surgimento da máfia de drogas nos EUA com os cubanos que fugiram da revolução cubana; e o documentário, “Ao sul da fronteira”, sobre os governos de esquerda que assumiram o poder na América Latina após a crise do neoliberalismo.