Desastre ambiental
O governo golpista irá fazer algo após o óleo chegar em quase todas as praias brasileiras? A crise só aumenta
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
óleo (1)
Carlos Ezequiel Vannoni / Agencia Pixel Press/Folhapress |

Após dois meses do vazamento de petróleo no Oceano Atlântico, pesquisadores do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), informaram nesta sexta-feira (1), que o óleo (petróleo) vazado no Oceano Atlântico, poderá atingir o sudeste brasileiro, alcançando os estados do Espírito Santo e Rio de Janeiro. O oceanógrafo líder do grupo de pesquisas, Ronald Souza, sustenta essa tese por conferir através de alguns satélites, que no oceano aberto há grande quantidade da substância derramada, e assim, o material, provavelmente, deverá se deslocar pela costa brasileira até o sudeste.

O órgão foi acionado pelo comitê de crise do governo federal, que até agora tratou com descaso esse gigantesco desastre natural, para detectar qualquer movimentação e encontrar rotas que levem a origem do óleo.

É preciso dizer que, além de levar até 63 cidades e 9 Estados do Nordeste, o Ministério do Meio Ambiente golpista ainda tratou com descaso nos primeiros dias a população afetada. As ordens, é claro, vieram do presidente Bolsonaro, que, alguns dias atrás acusou a Venezuela por algo que não é de sua responsabilidade.  Para o povo, as ações irrisórias do governo, como fornecer tonéis, baldes e carriolas para recolher o óleo das praias, foram um completo desrespeito!

E é claro, não conseguir vender os peixes cheio de óleo, arrasou a renda dos trabalhadores. Mas Bolsonaro não se preocupou muito com os pescadores. Esta ação é mais um capítulo do desastre do governo fascista, com a política neoliberal que destrói o meio ambiente brasileiro em diversas frentes.

 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas