Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
ernesto
|

Da redação – Ontem (19) o golpista Jair Bolsonaro realizou um sonho: visitou o presidente dos EUA, Donald Trump. Para o Brasil, o encontro representa uma política que atenta contra a soberania nacional. Para os golpistas, no entanto, foi uma festa. Paulo Guedes, o ministro da Economia, anunciou orgulhosamente que gosta de Coca Cola e da Disney.

Durante a “festa”, que selou a política entreguista da extrema-direita, Jair Bolsonaro reuniu-se com Donald Trump no Salão Oval da Casa Branca. Também participou do evento seu filho, Eduardo Bolsonaro, deputado que anunciou pelo Twitter na segunda-feira (18) a visita da comitiva à CIA, que não constava na agenda oficial da Presidência.

Já o chanceler Ernesto Araújo, por outro lado, não participou da reunião, ficou de fora. Segundo uma reportagem da Folha de S. Paulo, o chefe da diplomacia brasileira teria reagido à notícia com um “chilique”. Preterido, o ministro olavete não conseguiu realizar seu sonho de ver de perto aquele que ele considera uma espécie de messias do mundo moderno, o salvador do “Ocidente”.

Ao que parece, o verdadeiro chanceler do Brasil sob o governo Bolsonaro é o deputado Eduardo. Mais uma expressão de um governo improvisado, que mescla as figuras ridículas do baixo clero parlamentar aos aberrantes quadros “olavetes”, além dos sinistros generais.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Relacionadas