A farsa se aprofunda
O ministro Barroso foi aos EUA para fazer um acordo com um dos maiores responsáveis por todos os golpes desferidos contra todos os países da America Latina, a OEA
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
barroso
O ministro lambe-botas do imperialismo | Foto: Reprodução

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), chegou ontem em território norte-americano para assinar um acordo diplomático entre os tribunais e a Organização dos Estados Americanos para intervir nas eleições municipais brasileiras deste ano e garantir uma gigantesca fraude. Na manhã de ontem, o ministro se encontrou, em um gesto totalmente criminoso e antidemocrático, com o secretário-geral da OEA e o diretor de Departamento de Cooperação e Observação Eleitoral do órgão imperialista, Gerardo de Icaza.  A agenda do capacho continua rumo a capital norte-americana, onde se encontrará também com o presidente da Comissão de Assistência às Eleições dos Estados Unidos. Essa viagem de Barroso é mais uma prova de que as eleições caminham para uma gigantesca fraude. 

Em 2019, para começarmos sem ter que ir muito longe, a OEA foi uma das principais responsáveis do golpe de Estado que assolou a Bolívia. Enquanto se via bandos fascistas se organizando e reprimindo duramente o movimento operário, essa instituição olhava a situação fazendo uma cooperada vista grossa. Com denúncias contra as eleições que Evo saíra vitorioso de forma legítima, havia uma campanha de todos os setores golpistas, da direita tradicional ao fascismo, de que Evo havia fraudado as eleições bolivianas. Nesse momento, foi a OEA que lançou mão de um relatório fraudulento dizendo a todo mundo que as eleições do país sul-americano haviam sido fraudadas, dando respaldo à campanha da direita e da extrema-direita. Esse relatório significou abertamente uma orientação para a realização do golpe de Estado.

Os bandos fascistas incendiaram casas e espancaram ativistas e parlamentares do Movimento ao Socialismo (MAS), partido de Evo Morales. O que levou uma junta militar ao poder – fazendo com que Evo buscasse exílio no México e depois na Argentina, onde se mantém até hoje – e uma figura chamada Jeanine Áñez que se sustenta até hoje pela mesma junta militar. Essa é a “democracia” proposta pela OEA, um golpe de Estado que se encaminha para o fascismo; tendo dificuldades de se imporem justamente pela mobilização dos trabalhadores bolivianos. 

A mesma OEA é o principal agente “diplomático” do imperialismo contra a Venezuela, Cuba e Nicarágua. Praticamente todos os casos de tentativa de assassinato, sabotagem e até mesmo golpes militares foi articulado e posto em prática pelo organismo do imperialismo norte-americano. O caso da tentativa de assassinato de Nicolás Maduro, no dia 4 de agosto de 2018, teve lá a maio da OEA, que no caso não soltou uma única palavra, mostrando seu total consentimento com o ato de guerra.

Luis Almagro, o mesmo que o ministro golpista Barroso foi jantar, chama todo o dia a derrubar “a ditadura sanguinária e ilegítima de Maduro”. A OEA foi criada pelos EUA para controlar politicamente os países latino-americanos, apoiou o golpe na Guatemala, expulsou Cuba da organização após a Revolução Cubana, apoiou todas as ditaduras militares no nosso continente. 

Ela vem aqui para o Brasil para falar que as eleições foram perfeitas, assim como falou que as eleições de 2018 foram legítimas, sendo que foram as mais fraudulentas da nossa história; sendo que era evidente que a prisão política do ex-presidente Lula era uma gigantesca operação que levou a “vitória” de Bolsonaro, em uma eleição facilmente coordenada pelo imperialismo, já que o candidato que era o favorito da população estava, pela força, no ostracismo do regime. É um mecanismo dos golpistas e do imperialismo para avalizar a fraude.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas