Ocupação do MST sofre atentado organizado por latifundiários em Pernambuco

balas msr

A Comuna Urbana Brasil Popular, organizada pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) foi atacada a tiros por pistoleiros a mando dos latifundiários na cidade de Mossoró, Pernambuco, na madrugada desta terça-feira (24/04).

A ação dos pistoleiros contra a ocupação, que possui mais de 150 famílias, deixa um acampado ferido à bala e diversas pessoas tiveram que se esconder.

Esse atentado contra o MST é mais um resultado da ofensiva dos latifundiários, que estão cada vez mais violentos. Estão se sentindo a vontade para essas ações devido a situação de perseguição aos movimentos de esquerda, das arbitrariedades do judiciário, da ação das forças polícias em defesa dos latifundiários e da intervenção militar no Rio de Janeiro.

Diante das crescentes agressões contra os trabalhadores sem-terra realizadas até pelos órgãos do Estado, fica cada vez mais evidente a tarefa de organizar comitês de autodefesa contra as agressões fascistas.

Os trabalhadores do campo não podem ficar imóveis diante das agressões e assassinatos realizados pelo latifúndio contra suas vidas e de seus familiares.