Ocupação da reitoria da UnB continua

unb-ocupada-1

Aproximadamente 150 estudantes da Universidade de Brasília (UnB) permanecem mantendo a reitoria da Universidade ocupada, em protesto aos cortes orçamentários e outros ataques vem sofrendo a instituição. A ocupação dos estudantes deve estender-se pelo menos até quinta-feira (19).

Os estudantes e funcionários se organizaram na terça-feira da semana que passou (12), a fim de protestar contra medidas da Universidade para cortar gastos, como demissão de funcionários terceirizados, aumento do preço das refeições do Restaurante Universitário (RU) e redução do número de estagiários.

Os alunos reivindicam também a manutenção das bolsas de permanência estudantil, editais de ingresso indígena e quilombola na Universidade, transparência nas contas, auditoria externa e independente dos contratos e a liberação pelo Ministério da Educação do uso de toda a verba da instituição.

Nessa segunda-feira (16), houve um encontro a portas fechadas entre alunos e representantes da reitoria, na Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados. Intermediavam a reunião as deputadas petistas Érika Kokay (PT-DF) e Margarida Salomão (PT-MG).

Uma audiência pública foi marcada para o dia 19. Até lá, cerca de 150 estudantes manterão ocupada a reitoria, reivindicando seus direitos e protestando contra a crise financeira que ataca os funcionários e alunos da instituição.