Obscurantismo e estupidez: Resposta ao ignorantíssimo pastor Silas Malafaia

silas-malafaia1

Primeira resposta.

O pastor escreveu:

“UM AVISO AO MINISTRO MARCOS PONTES SOBRE A EVOLUÇÃO > Se a teoria da evolução fosse verdade comprovada, se chamaria lei da evolução. As leis da ciência são verdades comprovadas que não mudam. As teorias são verdades relativas q podem mudar a qualquer hora.” (tweeter, 11h24min, 10.1.2018)

Vai estudar, pastor. Teorias são mais abrangentes do que as leis, pois aquelas contêm estas. Teoria é a sistematização de um conjunto de leis e de normas. Portanto abarcam leis. Não são verdades relativas, como diz o pastor. E por falar nisso, o que são verdades relativas? Esse conceito não existe.

Ademais, leis não são verdades comprovadas que não mudam. Mudam sim. Um experimento pode comprovar as limitações de uma determinada lei. O exemplo são as leis de Newton, que não funcionam quando aplicadas a velocidades altíssimas.

Segunda resposta

O pastor escreveu:

LEIS NA CIÊNCIA > 1ª e 2ª lei da termodinâmica, lei da causa e efeito, lei da gravidade, etc, etc. Evolução ñ passa de uma teoria. As leis são comprovadas pelo experimento, ñ simplesmente por hipótese. (tweeter, 5 min. depois)

Estuda ainda mais, pastor. Teu cérebro está carente. Evolução não passa de uma teoria, diz o pastor. Mas, não precisa, pois a teoria é o que há de mais perfeito em ciência. Podemos dizer que a teoria da relatividade não passa de teoria. No entanto, sem ela não haveria, por exemplo, GPS, não poderíamos enviar sondas ao espaço, os satélites não funcionariam adequadamente, etc., etc.

Diz o pastor que as leis são comprovadas pelo experimento. Muito bem. São precisamente essas leis – confirmadas pelo experimento – que são utilizadas para a elaboração de uma teoria. A teoria parte da observação de um fenômeno. O segundo passo é a elaboração de hipóteses. O terceiro, o estudo e os experimentos para a comprovação ou negação das hipóteses levantadas. O quarto é a elaboração da teoria partindo de hipóteses, de experimentos e fundamentada nas leis da ciência.

E, apenas para mostrar a enormidade da ignorância do pastor, a atomística, bem como a física quântica, desenvolveram leis baseadas em hipóteses, mesmo sem a comprovação experimental. A ciência, para formular as suas leis, não precisa, necessariamente, do experimento.

Recomendo ao pastor que leia alguma obra de filosofia da ciência para entender como são formuladas as leis.

Terceira resposta

O pastor escreveu:

CRIAÇÃO OU EVOLUÇÃO? Se a criação é uma teoria, a da evolução é pior ainda. Existem mais evidência na natureza para a criação do que para a evolução. Submeta as 2 as seguintes leis e você verá. As leis da biogêneses, causa e efeito,1ª e2ª lei da termodinâmica. O RESTO É CONVERSA! (tweeter, 6 min. depois)

Não pastor, não é conversa não. Fica claro, pelo ódio (ou receio) que devotas à ciência da evolução das espécies que nunca te deste o trabalho de abrir as páginas do livro de Darwin ou de qualquer outro biólogo evolucionista, como Huxley, Haeckel e outros. São anos de estudo, milhares de publicações, testes de laboratório, observações da natureza. Tudo impresso e à disposição de quem quiser instruir-se em vez de ficar colocando os dedinhos num celular para escrever bobagens nas redes sociais.

Em primeiro lugar, o criacionismo não chega a constituir uma teoria. Nenhum estudo sério do relato bíblico consegue aceitar o que ali está narrado acerca da criação como teoria. Justamente por que não há leis que o comprovem. A geologia o desmente. A biologia também, quer por meio da evolução, quer por meio da morfogênese, quer por meio da genética. A própria análise textual o desmente. O que não dizer da história?

E por falar em leis da biogênese e leis de causa e feito, essas todas fazem parte da teoria da evolução.

Quarta resposta

O pastor escreveu:

A teoria da evolução tem mais de religião do que de ciência, como não tem comprovação, você precisa acreditar nela, com um detalhe, tem que ter mais fé do acreditar na criação. Tudo veio do nada, passou por processos que ninguém sabe. Só kkkkk (tweeter, 26 min. depois)

Há aqui um experimento que já foi testado milhões de vezes e leva sempre à mesma conclusão. Textos que terminam em “kkkkk”, além de ter graça apenas para quem escreveu, é um comprovante da pequenez intelectual de seu autor. Já deveria ter virado lei.

Outro problema do “textículo” do pastor é a total inépcia no uso da vírgula.

Mas o que mais ofende o leitor é, além do raciocínio forçado, a arrogância do autor. Ele, cujo conhecimento é tão excelso que se propõe a debochar de estudos – que evolveram o trabalho de centenas de milhares de pesquisadores, que resultaram em centenas de milhares de livros escritos, que tiveram a chancela das mentes mais robustas que a humanidade já teve e que são considerados inquestionáveis pelos cientistas de maneira geral – e, com que argumento? Com um simples “kkkkk”.

Mas apresentemos argumentos ao pastor. Pastor, não é preciso acreditar na teoria da evolução. Acreditar não é para a ciência. A ciência comprova. E teoria só se fundamenta em provas. Não precisas acreditar nela. Aliás, é bem melhor que tu não acredites, pois a religião que pregas é bem distinta daquela em que os cristãos deveriam acreditar. Todas as palavras que saem de tua boca são palavras de ódio, de intolerância e de arrogância.

A religião que tu pregas não é a de Jesus Cristo, um homem que acolhia prostitutas e lavava os pés dos humildes. A tua religião é a dos ricos, aqueles que nunca entrarão no reino dos céus. A tua religião não é a do perdão, é da acusação. A tua religião não é de Jesus, é de Caifás.