Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

O processo judicial que consta contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se revelou mais uma vez farsante. A decisão da juíza federal Luciana Corrêa Tôrres de Oliveira se contrapõem às afirmações da Lava Jato em relação ao Triplex do Guarajá.

“O Centro Empresarial que estava sendo construído no Distrito Federal tinha contrato em Sociedade de Propósito Específico (SPE). A empresa credora impetrou uma ação de cobrança no valor de R$ 7,2 milhões corrigidos. A juíza acatou e determinou ao Banco Central o bloqueio nas contas da OAS, encontrando apenas R$ 10 mil reais. A empresa credora fez busca nos cartórios e achou num mesmo CNPJ quatro imóveis no Guarujá em nome da OAS”, um deles é aquele atribuído a Lula.

A juíza afirmou que cabe a penhora do triplex à OAS, que é de fato a proprietária do imóvel. Portanto, fica ainda mais perceptível a política persecutória da Lava Jato, que através de uma farsa sem nenhum cabimento, em que fica clara a inocência do julgado, faz de tudo para encarcerar a principal liderança popular do país.

Por isso, a luta contra a perseguição política a Lula é primordial, pois trata-se da defesa dos princípios democráticos gerais contra a repressão do estado capitalista, que utiliza diversos artifícios para atacar a luta e organização da classe trabalhadora. Então, a mobilização de todos os trabalhadores e setores populares devem se organizar para comparecer no dia 24 de janeiro em Porto Alegre, no dia em que Lula será julgado em segunda instância, aprofundando a política do golpe de ataques à população.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas