Futebol
Cada vez mais se torna latente a verdadeira função do VAR
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
jogo-entre-botafogo-e-inter-termina-com-aparelho-do-var-derrubado-apos-chute-do-goleiro-gatito-1598740511500_v2_1280x720
Cabine do VAR chutada pelo goleiro Gatito Fernandez, do Botafogo | Foto: Reprodução

A décima terceira rodada do Campeonato Brasileiro, onde Grêmio e Internacional se enfrentaram, como em quase todas as rodadas do maior campeonato nacional do mundo, foi marcada novamente por interferências questionáveis por parte da arbitragem. Isso porque no início da jogada do gol da equipe tricolor, um atleta colorado havia sofrido uma falta não marcada. As argumentações para relativizar esse caso são múltiplas.

A primeira reside no próprio regulamento, com uma série de “poréns” onde afinal se conclui que os árbitros do VAR só enxergam jogadas dentro da área. O outro argumento já desgastado é narrativa de que seriam erros pontuais. O que é uma mentira, afinal ao menos uma vez por rodada jogadores e torcedores reclamam com provas de pênaltis reais não marcados, ou pênaltis duvidosos marcados, gols duvidosos, etc.

Nota-se então que toda narrativa outrora construída com a falácia de evitar prejuízos aos clubes, tem sido bruscamente jogada ralo abaixo, afinal. Há quem admita a narrativa satisfatória à FIFA e aos burgueses da bola, onde busca-se alcançar mais clareza nas arbitragens, contudo o que não faltam são fatos que jogam essa narrativa abaixo.

Nesse campeonato brasileiro, mais do que no ano passado, isso tem se tornado mais visível. Os árbitros de vídeo têm roubado a cena nesse negativamente, afinal os critérios para pênaltis e anulação de gols se tornaram até mais abstratos do que os dos árbitros de campo, um exemplo mais latente é o problema de mão na bola, pois quem acompanha as partidas do campeonato brasileiro, nota que em algumas partidas o mero desvio da mão na bola resulta em pênaltis, ao passo que em outras ocasiões até mais acintosas, mesmo com o auxílio do VAR não geram a marcação de um pênalti.

Um campeonato brasileiro em plena pandemia, com os trabalhadores dando menor importância ao campeonato e distantes dos estádios torna as contestações nulas. É necessário que interrompam-se imediatamente as partidas do campeonato brasileiro , onde não somente atletas e funcionários são expostos a situações de risco, como ainda exclui-se naturalmente o principal componente do futebol, os torcedores. As torcidas, por sua vez, pela defesa de um futebol menos manipulado, devem w já se colocam contrariamente ao árbitro de vídeo.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas