Menu da Rede

Antônio Carlos Silva

Solidariedade

O tratamento com o PCO: dois pesos, duas medidas

Para a esquerda pequeno-burguea, o PCO sempre está errado, não importam os fatos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A semana que está terminando foi marcada por um enorme debate do qual participei diretamente. O PCO, ao se recusar a baixar a cabeça e abaixar suas bandeiras diante de uma absurda tentativa de impor tal política na manifestação em São Paulo, acabou sendo alvo de intimidação vinda por parte do líder do “Movimento Somos Democracia”, Danilo Pássaro, que também é filiado ao PSOL e, segundo dizem, é pré-candidato a vereador na eleição desse ano.

O debate quase terminou em vias de fato, já que Pássaro, junto com outros aliados, perto das 10 horas da noite, sem aviso previa e sem ser convidado, veio até o prédio onde funcionam os estúdios da Causa Operária TV para “ter uma conversa urgente” comigo. Tal ação, que já seria suspeita por si só, foi claramente uma tentativa de intimidação: primeiro, tanto Pássaro como outros têm meu telefone e inclusive mantendo conversas frequentes, se quisessem conversar bastaria entrar em contato e marcar, mas esse não é o principal.

O mais importante é saber que dois dias antes, um áudio de WhatsApp gravado e difundido pelo próprio Danilo Pássaro dizia que com o PCO agora são “poucas idéias”, inclusive afirmando que na avenida Paulista só não foram às vias de fato com o PCO por conta da repercussão que daria na imprensa.

Esse áudio foi antecedido ainda por uma insinuação na véspera do ato, quando recebi, por parte de um dos organizados do “Somos Democracia”, que também veio me “visitar” na noite de terça-feira, o recado de que se o PCO não aceitasse a imposição de não levar bandeira no ato “era melhor nem ir” pois isso poderia dar “confusão”.

Esse é o panorama do que aconteceu. Já analisamos exaustivamente os motivos políticos que fizeram o movimento chegar até aqui. Não irei repetir aqui.

Como se vê, os fatos não deixam dúvida de que se trata de uma intimidação contra os militantes do PCO. Não é apenas uma interpretação da nossa parte, há áudios e fatos que se ligam e mostram que as intenções de Danilo Pássaro e seus aliados era no mínimo intimidar.

Mesmo assim, mesmo diante dos fatos, até agora quase nada foi falado pela esquerda. O próprio PSOL se cala diante do acontecido: o PSOL defende Pássaro? Condena sua atitude? Não sabemos. O mesmo vale para a quase totalidade dos grupos, partidos e órgãos da imprensa alternativa. O aliado de Boulos parece estar certo, não importam os fatos.

Já quando se trata de PCO é o exato oposto: o PCO está sempre errado, não importam os fatos. Como exemplo podemos citar um caso bem recente. O PCO foi acusado de gângster e tentar assassinar uma pessoa simplesmente porque foi até a casa desse sujeito para discutir. A tentativa de discutir se torna tentativa de assassinato.

Apenas para relembrar o fato, essa história ocorreu no início do ano quando dois companheiros da direção do partido foram até Florianópolis fazer uma reunião de esclarecimento com um simpatizante que havia apresentado uma divergência pública. Diga-se de passagem, o partido sequer teve a possibilidade democrática de ter conhecimento de tal divergência antes que fosse divulgada. Pois bem, mesmo com reunião marcada, esse ex-simpatizante não apareceu, o que fez com que os dois dirigentes o procurassem em casa.

Essa ação se transformou em tentativa de assassinato e ganhou até mesmo um programa no Youtube para denunciar a “violência do PCO”.

Como se pode ver, a repercussão foi bem diferente do que a de agora, mesmo com todas as provas. Dois pesos, duas medidas. É assim que age a burguesia e pequena-burguesia diante da classe operária e suas organizações.

 

 

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores
O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.