Mortes no campo
Os membros da Liga dos Camponeses Pobres estão sendo perseguidos e assassinados pela PM
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
LCP-scaled
Membros Sem terras organizados pela LCP em protesto contra os massacres de camponeses | Diário Causa Operária

Com o golpe de Estado que derrubou a presidenta Dilma Rousseff, e principalmente com a fraudulenta chegada ao poder da extrema direita, os ataques aos camponeses pobres e sem terras aumentaram de forma extrema. Os latifundiários está se sentindo a vontade para matar os trabalhadores, e não se furtam de usar a corporação fascista que tem o nome de PM para assassinar os sem terra única e exclusivamente por lugar por terra para morar e trabalhar.

Aumentando a perseguição e os covardes assassinatos, um dos grupos perseguidos é a Liga dos Camponeses Pobres. Por isso estamos publicando a nota feita por sua coordenação nacional, leiam com atenção e veja como os homens e mulheres estão sendo tratados como terroristas e está sendo dizimados pela PM a mando dos latifundiários e incentivados pelo próprio Bolsando.

Os camponeses são inocentes, são trabalhadores honrados!

A Liga dos Camponeses Pobres é um movimento desses brasileiros deserdados de tudo em luta pela terra! Quanto mais repressão, perseguição e assassinatos, com mais força e firmeza reagiremos à altura!

Nos momentos mais duros e difíceis, nossas bandeiras estavam nas mãos destes homens, mulheres e crianças que lutam por seu direito a trabalhar e sobreviver, pelo direito a terra; nossas bandeiras estavam na mão desta massa de brasileiros caluniada e covardemente atacada com gás de pimenta, bombas, helicópteros e fuzis; nossas bandeiras estavam nas mãos destes camponeses roubados pela PM de Rondônia, tanto em bens pessoais como em criação e plantações, sem contar a expropriação diária levada a cabo pelas classes exploradoras. Nossas bandeiras não poderiam estar em outro lugar.

Como também estão hasteada em muitas partes do Brasil, bem como no Acampamento Manoel Ribeiro na retomada da última parte da fazenda Santa Elina, onde o generoso sangue camponês foi derramado pela mesma covarde PM protetora dos latifundiários ladrões de terras públicas. O Acampamento Manoel Ribeiro é o próximo alvo desta operação covarde e criminosa.

As massas de camponeses pobres e a Liga dos Camponeses Pobres seguirão a luta pela terra, aconteça o que acontecer.

E nem todo o terror que o latifúndio, a grande burguesia, o imperialismo e os fascistas utilizam para atacar estas massas camponesas vão calar ou afogar em sangue a luta por terra, pão, justiça e uma nova democracia.

Abaixo a demonização e criminalização da luta pela terra!
Terra para quem nela vive e trabalha!
Abaixo o ataque ao Acampamento Tiago dos Santos!
Terroristas e assassinos são os mentirosos a serviço dos latifundiários ladrões de terras públicas !
Exigimos o fim da Operação ORDO e o desmascaramento de todo o segredo criminoso que a cerca!

Comissão Nacional das Ligas de Camponeses Pobres

Goiânia, 14 de outubro de 2020

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas