O que os golpistas fizeram com a merenda? Estudantes ocupam Insituto Federal na Bahia por vale-refeição atrasado

IF-Baiano

Com o aprofundamento do golpe, o sucateamento das instituições de ensino públicas se tornou ainda mais intenso. O corte de gastos e a falta de investimentos prejudica diretamente a classe trabalhadora, que acaba não conseguindo acessar a esse serviço, ou possui muita dificuldade.

Na Bahia, estudantes do Instituto Federal Baiano, em Uruçuca, protestam desde a última quarta feira (12), reivindicando que o pagamento do auxílio alimentação seja feito de forma regular, sem atrasos, além de que todos os alunos possam ter acesso a refeição no local. Atualmente a oferta de comida feita pelo IF não é suficiente para todos os alunos.

Encontra-se também na pauta da mobilização a importância de reformas urgentes na estrutura do campus. Das três quadras de esporte do campus, por exemplo, apenas duas podem ser utilizadas e, até mesmo essas, apresentam riscos de acidentes aos alunos. Os materiais para realização de práticas esportivas, que deveriam ser ofertados pelo Instituto Federal, são levados pelos próprios alunos.

Em nota, o Instituto Federal afirma que as irregularidades referentes ao pagamento do auxílio alimentação já foram sanadas. Já no que se refere a oferta de refeições aos estudantes e a estrutura precária, avisam que estão estudando possibilidades para resolver ambas as questões.

O sucateamento da educação é reflexo do golpe que, diariamente, atinge a classe trabalhadora. O governo da direita visa excluir os jovens, principalmente de baixa renda, das salas de aula, dificultando seu acesso. Apenas a mobilização popular, com a participação de estudantes de todo país, será capaz de modificar essa realidade.