Menu da Rede

Análise Política da Semana traz uma aula de história do Brasil

Rio de Janeiro

O que o apoio de Maia à desistência de Marcelo Freixo revela?

Presidente da Câmara dos Deputados e deputado federal trocaram afagos pelas redes sociais

Deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ). Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados –

No dia 16 de maio, pouco após o deputado federal Marcelo Freixo (PSOL) anunciar sua desistência da candidatura ao cargo de prefeito da cidade do Rio de Janeiro, o atual presidente da Câmara, o vigarista Rodrigo Maia (DEM) foi até as redes sociais prestar sua “solidariedade” ao ex-postulante. Disse o parlamentar golpista:

Eu e Marcelo Freixo pensamos de forma diferente em vários aspectos, mas as diferenças nunca foram obstáculos para o diálogo. Respeito muito a história do deputado. Recomendo a leitura da entrevista dele hoje ao Globo.

Ao leitor desavisado, poderia causar estranheza o fato de que o presidente da Câmara, que apoiou o golpe de Estado de 2016, a prisão de Lula e a candidatura do presidente ilegítimo Jair Bolsonaro, tenha elogiado a “história” de um deputado da esquerda nacional. No entanto, o atual debate da situação política permite encontrar a racionalidade por trás da declaração. Neste momento, em que a crise política se aprofunda no país, a burguesia procura colocar em marcha a operação da frente ampla, que nada mais é do que a aliança formal, sobretudo no âmbito parlamentar e eleitora, das organizações de esquerda com a direita tradicional. Refletindo essa operação, Freixo retribuiu o elogio de Rodrigo Maia, compartilhando a frase do presidente da Câmara e publicano a seguinte declaração:

A derrota do fascismo é importante inclusive para que as nossas diferenças possam existir e que a gente dispute democraticamente um projeto de país.

A frase do deputado do PSOL é bastante clara e põe em evidência o que este diário vem denunciando sistematicamente: que, sob o disfarce de “luta contra o fascismo”, os setores mais reacionários no interior da esquerda nacional vem defendendo qualquer tipo de aliança. No entanto, a escolha de Rodrigo Maia por Marcelo Freixo enquanto símbolo para essa operação não é à toa. Na verdade, a troca de afagos entre os deputados pelas redes sociais acabou por contribuir para que a própria desistência da candidatura no Rio de Janeiro fosse de fato compreendida.

Não é apenas o fato de que ambos trabalham na Câmara dos Deputados que Marcelo Freixo e Rodrigo Maia têm em comum. Ambos nasceram e foram eleitos no mesmo estado: o Rio de Janeiro, segundo estado mais importante do país. Rodrigo Maia, que herdou parte de seu capital político do seu pai, César Maia, é uma das raposas da política carioca, representando uma série de setores da burguesia local. E é também no Rio de Janeiro, igualmente alocado no DEM, que se encontra outra personagem-chave nessa história: Eduardo Paes, ex-prefeito do Rio de Janeiro.

E por que a história desses três elementos se cruz na desistência de Freixo à candidatura para prefeito do Rio de Janeiro? Ora, porque o grande beneficiário disso tudo será o próprio Eduardo Paes, que tem um histórico de relações com a esquerda nacional, quando era do MDB, e que deverá ser o candidato apoiado, de uma maneira direta ou indireta, pelo conjunto da esquerda pequeno-burguesa e da esquerda burguesa nas eleições.

Se Maia comemorou a saída de Freixo, não há porque a esquerda comemorar. É a prova de que o candidato da “frente ampla” será alguém ainda mais à direita do que o deputado psolista, que já havia sido apoiado por setores da direita como a Rede Globo nas eleições de 2016.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores
O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.