O PT pode se transformar em bobo da corte, se não enfrentar a direita

brasília5

Se o PT mantiver a política de endossar a fraude eleitoral, vai se tonar um bobo da corte, como explica o companheiro Rui Costa Pimenta:

“Se o PT não mudar de política, vai ter que conformar em ficar como um partido marginal na situação política Brasileira. Porque o plano da direita para o PT é claro: nada de presidência da república, nada de governos importantes de estados, nada de maioria de prefeituras, nada de maioria na câmara. O partido vai ficar como um observador da situação levantando cartaz de papelão no congresso nacional.

Vai ser o que acontecer frequentemente em regimes antidemocráticos que tem parlamento, uma espécie de bobo da corte. Como é o caso do PSOL, que é o típico partido bobo da corte. Sobem nas cadeiras, sentam na mesa do congresso, tiram cartazinho.

Se vocês já leram ou assistiram alguma história medial, tem o senhor feudal e o bobo da corte. O bobo da corte normalmente não é uma pessoa amigável, conta piada sobre os convidados, protesta e tal. E ninguém liga porque ele é bobo da corte. Um romance que representa muito claramente isso é Ivanhoé de Walter Scott.

O bobo da corte é cheio de piadas que são indiretas contra o senhor da casa, no livro alguém comenta que ao bobo da corte era permitido isso, porque ele era tido como inofensivo, meio louco, meio tam tam da cabeça.

Da mesma forma do parlamento tem essa figuras que sobem na mesa, protestam, mas todo mundo tolera porque são inofensivas. Se o papel político que o PT quer for esse, então a posição política de todo um setor do paryido está acertada.”