Economia no poço sem fundo
Ministério da Economia estima retração de 4,7% do PIB, o Banco Central, retração de 6,4% e o FMI de 9,1%
Bolsonaro-live-868x644 (1)
Bolsonaro ao lado de Guedes em live nesta 5ª feira (25/06/2020) | Foto: Reprodução Youtube

Nesta última quinta-feira, dia 25 de junho, a live do presidente golpista Jair Bolsonaro teve pauta de predominância econômica e contou com a participação do ministro da Paulo Guedes (Economia). Na conversa procurou-se demonstrar supostos avanços na economia, com o ministro insinuando que “o Brasil vai surpreender o mundo” e que as previsões negativas do Fundo Monetário Internacional (FMI) não devem se concretizar.

Para a economia nacional a Secretaria de Política Econômica do Ministério da Economia estimar recuo de 4,7% para a atividade econômica neste ano, enquanto o Banco Central esboça uma retração de 6,4%. Entretanto a projeção apontada pelo FMI é uma retração de 9,1%, muito superior à média de 3% estimada para os mercados emergentes, valor se aproxima da média de 9,4 esperado da América Latina e Caribe.

Durante a live o ministro da economia tentou infantilmente desacreditar a metodologia das estimativas, segundo Guedes: “A economia é 1 organismo vivo. O que a gente aprende na teoria econômica é que há momentos em que há uma ruptura em todos os parâmetros. Os modelos param de funcionar. Quando você tem 1 choque como esse, eu não acredito nessas previsões que são feitas”.

Não satisfeito o ministro desceu ao ponto de tentar desqualificar uma suposta autora da projeção, “As pessoas começaram a chutar, menos 1, menos 2, menos 4, menos 10… A previsão do FMI por exemplo é menos 9. Eu acho que eles vão errar, acho que vai ser menos que isso. A menina que fez a previsão é uma moça da Coreia que está estreando na função. Veio aqui conversar comigo e não conhecia nada de Brasil. Conversamos meia hora, ela saiu daqui e colocou menos 9. Acho que ela vai passar aperto com essa previsão que ela fez” afirmou Guedes.

O ponto alto, se podemos colocar assim da explanação do ministro Guedes, foi afirmar que a economia do Brasil já atingiu o “fundo do poço”, que passamos do ponto de inflexão, não haveria mais declínio após esse ponto, restando apenas recuperação. Guedes acrescentou ainda que a recuperação seria tão rápida quanto o declínio resultando em uma curva em formato de “v”. Ocorre que em toda a live não foram apontados os mecanismos que impediria a economia de cair mais e o que a ergueria de forma tão rápida. O discurso vazio tenta esconder a realidade que o poço onde os golpistas estão jogando a economia não tem fundo.

Temos que destacar que em abril as projeções do FMI para a economia brasileira eram de de 5,3% de recuo, mas frente às políticas de genocídio e desmontes da economia do governo Bolsonaro, essas projeções foram para 9,1% de contração do Produto Interno Bruto (PIB)

Está claro que a crise econômica não foi resolvida, o desemprego que assola o país escala patamares sem precedentes, a indústria regride a passos largos com o desmonte dos setores de maior desenvolvimento industrial. Somada a pandemia de Covid-19, que avança sem barreiras por todo o território nacional, tornando o Brasil um dos epicentros mundiais, a instabilidade política continua alimentando e sendo alimentada pela crise capitalista e do coronavírus.

Relacionadas
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments