Previsão foi feita quarta
De acordo com o médico-cirurgião Sidney Klajner, o pico da epidemia do coronavírus deve ocorrer no início de abril.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
20200317093042474167u
Tendência é só piorar. Foto: Miguel Schincariol/AFP |

Da redação – De acordo com o presidente do Hospital Albert Einsteins, o médico-cirurgião Sideny Klajner, em entrevista dada nesta quarta-feira ao jornal O Estado de São Paulo, os casos de coronavírus terão seu pico no Brasil no início de abril.

Além disso, o médico afirmou que estima que a cada caso notificado de coronavírus no Brasil haja ao menos outros 15 infectados sem diagnóstico.

Só no Albert Einstein o número de casos saltou de 12 suspeitas, na segunda-feira, e 4 confirmações, para 45 internações, sendo 7 pacientes em UTI e 21 casos confirmados.

De acordo com Klajner, o país deve ver esta situação de crise na saúde se agravar muito mais nas próximas semanas, sendo que para ele no país há a “subnotificação dos casos”, onde muitos não são sequer diagnosticados mesmo com grandes chances de ter o vírus no organismo.

No momento, apenas pessoas com indicação médica ou em estado grave serão hospitaladas, assim como feito os exames em relação ao coronavírus, que demora para dar o resultado e custão em torno de 150 reais.

A tendência expressa pelos principais nomes da saúde no Brasil, é que o sistema de saúde entre em colapso em pouco tempo devido a grande proliferação da doença e a falta de medidas do governo.

 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas