O PCO não tem ilusões com a fraude eleitoral, por isso votou nulo

41450615_554216685018423_1596132769157611520_n-1024x768

Da redação – O Partido da Causa Operária (PCO) sempre denunciou a fraude eleitoral e combateu a direita nas ruas, chamando à organização dos trabalhadores para derrotar a direita de maneira concreta.

Nosso partido não confia nas instituições burguesas, que estão nas mãos da direita golpista. O PCO apoiou a candidatura de Lula por entender que o ex-presidente metalúrgico é uma força motriz que impulsiona a mobilização popular com tendência à radicalização da luta contra o golpe e a direita, porque seria isso, e não somente a eleição de Lula em si, que pode derrotar o golpe.

Mas, como Lula foi obrigado a desistir de sua candidatura, altamente pressionado pela burguesia e por setores direitistas do PT, o PCO não apoiou ninguém porque nenhum outro candidato tinha tal capacidade de derrotar o golpe com a mobilização popular.

Por isso o PCO iniciou a campanha “Sem Lula É Golpe”: a direita o pressionou para que não fosse candidato, o prendeu e o impediu de votar. O PCO denunciou rigorosamente e votou nulo como forma de protesto contra a fraude.

O PCO vai continuar a convocar os trabalhadores a se organizarem e a esquerda a se unir de maneira independente da burguesia, nas organizações populares como a CUT e o MST, e também com os partidos de esquerda, como o PT, que queiram realmente lutar contra o golpe.