Champions League – O mundo aplaude o futebol do brasileiro Lucas Moura

Lucas

A imprensa futebolística europeia, pouco simpática em elogios a jogadores brasileiros que atuam no velho continente, desta vez foi obrigada a reconhecer a estupenda e sensacional atuação de um craque nacional formado nos gramados do nosso país. Trata-se do atacante Lucas Moura, que foi para o futebol do velho continente levado pelos “petroeuros” dos investidores árabes que controlam o Paris Saint Germain e o contrataram junto ao São Paulo, clube paulista que é um celeiro na produção de grandes jogadores.

Lucas não conseguiu se firmar no time francês, ainda que tenha tido muito boas atuações. Sem espaço no PSG, o ex-sãopaulino foi negociado com outra praça milionária, o futebol inglês, onde passou a vestir a camisa do Tottenham, tradicional time da cidade de Londres, que pagou uma “pequena” fortuna para ter o futebol do brasileiro, desembolsando algo em torno de 25 milhões de euros, cerca de R$ 112 milhões.

O craque brasileiro chegou ao time inglês em janeiro de 2018, já em meados da temporada e pouco a pouco foi se firmando como uma das principais peças no esquema tático do técnico do Tottenham, o argentino Mauricio Pochettino. Com o tempo,  Lucas ganhou a posição e se encaixou perfeitamente na equipe, mesmo sendo um jogador leve, de toque refinado, com características de jogador clássico, contrariando o DNA do futebol inglês, de força, de choque, pegado e de muita disputa, com jogadas muitas vezes ríspidas.

Esse esforço e dedicação do brasileiro, aliado ao seu bom futebol iniciado no Brasil foi coroado na partida da semifinal do milionário e mais importante torneio de clubes da Europa, a prestigiada Champions League, que reuniu em uma das semifinais o time onde Lucas atua, o Tottenham, que enfrentou o Ajax, da Holanda.

Lucas Moura foi o protagonista do que parecia uma tarefa muito difícil para os visitantes londrinos, que foram derrotados na partida de ida, na Inglaterra, pelo placar de 1 x 0 e entraram em campo precisando reverter a desvantagem. Os donos da casa não deixaram por menos e fizeram valer o mando de campo, abrindo 2 x 0, indicando frustrar os sonhos do Tottenham em disputar a final contra outro time inglês, o Liverpool, que assegurou vaga ao realizar uma virada espetacular sob o Barcelona, fazendo 4 x 0, depois de ser derrotado pelo marcador de 3 x 0 no primeiro confronto.

Sim, foi o brasileiro Lucas que comandou a espetacular reação do seu time diante dos estupefatos torcedores holandeses, incrédulos diante do que fez o time do Tottenham. Os comandados de Pochettino simplesmente fizeram três gols na segunda etapa, todos os três assinalados por Lucas, que se tornou o grande nome da partida. Todos os principais jornais esportivos da Europa estamparam a fotografia de Lucas na primeira página, exaltando o feito espetacular do brasileiro.

A soberba e espetacular atuação de Lucas na partida que classificou o seu time para a final da “Champions” é mais uma prova do brilhantismo e da grandiosidade do futebol brasileiro, encantador em todos os sentidos, exportador de craques para os gramados do mundo, particularmente os europeus. À imprensa esportiva do velho continente não restou outra alternativa a não ser reconhecer e exaltar o espetáculo proporcionado por mais um de nossos craques, formado na genuína escola brasileira, detentora do melhor futebol do mundo.