O governo Bolsonaro é tucano: PSDB na relatoria do roubo da Previdência

bolsodoria

Os partidos burgueses estão em tamanha consonância que os bolsonaristas vão deixar na mão do PSDB a relatoria da “reforma” da Previdência. Os tucanos foram escolhidos em uma reunião com os líderes do governo, de vários partidos da base, para ficarem responsáveis pelos trabalhos no congresso.

Encarregado de dialogar com os parlamentares que votarão a proposta, o deputado e relator Samuel Moreira (PSDB-SP), quer aprovar a reforma na Câmara ainda no primeiro semestre. Dentre os pontos de discussão está o sistema de capitalização, com mudanças na aposentadoria rural e Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Emissário da “nova política”, Bolsonaro vendeu-se na eleição como a renovação, como o fim da era “toma lá, dá cá” de loteamento de votos e cargos no congresso. A propaganda eleitoral, no entanto, não sobreviveu à primeira grande votação do governo, sendo necessário usar de todos os métodos da burocracia burguesa no desespero de passar a reforma.

Quase não se consegue diferenciar as medidas, por exemplo, do governo de São Paulo, comandado por João Doria, das do governo federal com Bolsonaro, não à toa na campanha do PSDB ao governo estadual ressoou o “BolsoDoria”, já que as agendas eram praticamente as mesmas. Além dos cortes de verbas e da privatização descontrolada, Doria também tem um grande apreço pela repressão violenta da população pelas forças policiais.

Assim como Temer, Bolsonaro representa a continuação do golpe que levou ao impeachment de DIlma. A derrubada do PT foi uma manobra para abrir caminho à aplicação das políticas do imperialismo, que não poderiam ser implantadas com um partido da esquerda, mesmo que moderado, comandando o país.

Ambos partidos da burguesia tem como função garantir o lucro dos capitalistas e reprimir a população a fim de que aceite a destruição dos direitos duramente conquistados. Os bolsodorias são inimigos do povo e devem ser amplamente combatidos, é necessário ir às ruas e levantar as palavras de ordem de Fora Bolsonaro! e Fora Dória!