Siga o DCO nas redes sociais

Aumento da repressão
O governador fascista de MG retira verba da educação e 13º salário
Os professores em greve são ignorados pelo governo fascista de Romeu Zema (Novo), porém os policiais terão um reajuste considerável, de quase 42%
7270687_x720
Aumento da repressão
O governador fascista de MG retira verba da educação e 13º salário
Os professores em greve são ignorados pelo governo fascista de Romeu Zema (Novo), porém os policiais terão um reajuste considerável, de quase 42%
Governador fascista de MG, Romeu Zema: G1
7270687_x720
Governador fascista de MG, Romeu Zema: G1

O governador fascista Romeu Zema (Novo) deu reajuste salarial aos servidores da segurança pública, que chegará a 41,7% até 2022. Porém, para os professores nada, sem reposição salarial e sem receber o décimo terceiro.

A iniciativa, do governador inimigo que é inimigo da educação, visa aumentar a repressão da política contra os trabalhadores, através de remunerar melhor a segurança pública, sendo que nenhuma outra categoria teve um reajusta tão expressivo.

Os professores na semana passada gritavam em assembleia: “É greve! Até que Romeu Zema pague o Piso que nos deve!”. Aprovaram a greve a partir do último dia 11 de fevereiro, quando iniciaram a greve pedindo um reajuste salarial e o pagamento do 13º salário. Porém, o fascista Zema disse que os professores devem se sacrificar, pois os cofres públicos estão com problema.

Um absurdo, pois se não tem dinheiro, porque deram o reajuste para a “segurança pública”? O governo golpista de Bolsonaro e seus comparsas desde o golpe vem intensificando o massacre às escolas, professores e alunos.

Os professores tem sido um setor ativo do movimento contra os golpistas. Na atual etapa os professores devem se somar ao setores como os petroleiros, para derrotar os governos golpistas de Zema e Bolsonaro.

Também, a categoria em todo o Brasil deve seguir o exemplo dos professores mineiros e os petroleiros e começar uma greve por tempo indeterminado para derrotar os golpistas que tenha como palavras unificadoras do movimento Fora Zema, Fora Bolsonaro e todos os golpistas.