O golpe militar nas urnas: PSDB vai lançar general para o governo do Ceará

general_ce

O golpe militar segue estendendo sua habitual truculência contra todos os brasileiros. Seguindo o roteiro estabelecido para o Rio de Janeiro, que foi o local utilizado como laboratório de treino de barbaridades contra a população, segue seu rumo chegando ao estado do Ceará. Para isso, usa a legenda de confiança do imperialismo norte americano no Brasil: o PSDB.

Por influência de Tasso Jereissati, tucano que esfola os cearenses há décadas, o general do exército de quatro estrelas, Guilherme Theóphilo, foi filiado ao partido golpista. Essa é a maior patente de um general em tempos de paz, ou seja, os tucanos estão se preparando para a guerra e despejar chumbo pela população do Ceará.

Theóphilo tem um longo currículo recheado de crimes contra a humanidade. Já massacrou o povo pobre na ECO-92, na Copa em 2014 e nas Olimpíadas de 2016. A mais recente é a intervenção militar que oprime a população do Rio de Janeiro.

Trabalhou por muito tempo no Comando Militar da Amazônia atuando como observador militar da ONU, órgão executivo controlado pelo imperialismo, na América Central. Assim, demonstra todas as credenciais para um verdeiro golpista em ação.

O PSDB foi além. Quer lançá-lo como candidato ao governo do Ceará. Na medida em que a população se espanta com um histórico desses, os golpistas tucanos, utilizam ele para dar um golpe militar por dentro do regime político.

Agridem as leis brasileiras que preveem a isenção dos militares do debate político. Em princípio, os militares são para garantir a soberania nacional e as fronteiras. Não são preparados para o policiamento em áreas urbanas e muito menos para cargos no executivo e no legislativo. Na prática, se comportam como o braço forte e a mão amiga do Tio Sam sobre as riquezas e a política nacional. Sempre prontos a servir os Estados Unidos no primeiro sinal de fumaça.

Derrotar o golpe, a prisão de Lula, o impeachment de Dilma e a intervenção militar no Rio de Janeiro é a tarefa política da classe operária para o atual período. Sem isso, animosidades piores do que essa tendem a se espalhar pelo Brasil.