O golpe contra Lula da ala direita do PT

o-boullos-e-uma-escolha-de-uma-articulacao-direitista-no-psol-rui-costa-pimenta-na-analise-politica-da-semana

Destacamos e transcrevemos um trecho da última análise política da semana  realizada no último dia 25, o companheiro Rui Costa Pimenta, Presidente Nacional do PCO, mapeia a luta interna do Partido dos Trabalhadores em torno da candidatura do ex-presidente Lula. Leia aqui:

“Bom com a segunda questão que eu queria explicar é, justamente a seguinte, existe uma ala do PT , que vem fazendo pressão para acabar com a candidatura do Lula desde antes do Haddad, primeiro não vamos nos enganar, o Haddad digamos assim é o plano B  do afundamento da candidatura do Lula não no sentido de que ele é o plano B, é o segundo plano que apareceu para acabar com a candidatura do Lula, o primeiro o que que foi: a candidatura do nosso ilustre Ciro Gomes, não sei se todo mundo aqui se recorda que acompanhou que teve toda uma discussão política em todos os lados, sobre que na verdade o Lula tinha que desistir da candidatura para apoiar o Ciro Gomes, unificar a esquerda porque isso é uma maravilha, uma coisa linda, o Ciro Gomes é  a pessoas mais nacionalista que já existiu, que ele é de esquerda, veja como ele fala bonito, isso daí não foi muito adiante por que uma boa parte do pessoas foi se dando conta através através debate que o cidadão era um direitista.

Agora recentemente ficou claro que ele é o candidato da latifúndio brasileiro, ele está com a Kátia Abreu na vice e apoiando a candidatura do Ronaldo Caiado em Goiás, quer dizer ele uniu as duas alas beligerantes do latifúndio brasileiro. Bom eu já falei isso, mas queria explicar uma coisa para pessoas que não entende, o latifúndio é o setor mais retrógrado, mais reacionário e mais violento da política da burguesia e da direita nacionais. Eles são responsáveis pelo assassinato literalmente de milhares e milhares de trabalhadores da terra, eles mantém nas suas fazendas e nas regiões, grupos de pistoleiros armados, todo mundo sabe disso, por isso também esse idílio tipicamente psoliano e da esquerda pequeno-burguesa de que nós temos que desarmar todo mundo, isso deve ser colocado da seguinte maneira , vamos la interior de goiás, se desarmarem os latifundiários  ai gente também… aí a gente o acordo que a gente sê de sarna se eles se destacarem, que é ridículo, verdade está todo mundo armado, os empresários estão armados, os latifundiários estão armados, o Estado do está armado até os dentes, tem setenta tipos de policia diferentes, até a Guarda Metropolitana em cidades como são Paulo está armada até os dentes parece um exército e tem que desarmar a população comum, é o pessoal acha que… aparece matéria… desde a campanha do dada em deixaram de ser assassinadas não sei quantas pessoas tal.

Bom, Ciro Gomes e candidato do Latifúndio, aí o que acontece quando apontou Fernando Haddad crescente novo a campanha, dessa vez com maior virulência ainda, é a campanha é assim o Haddad é o candidato, o Lula… é só um enfeite, está liquidado, não vai ser candidato nem nada e temos aí fazer campanha pelo Haddad desde já, essa que é a campanha que está aí. Esta campanha é levada adiante pelas mesmas pé que haviam levado adiante a campanha a favor do Ciro Gomes, isso nós temos que entender claramente, ela.não sai do aquém aquém do além, ela é a continuação da primeira para retirar a candidatura, essa é a segunda onda da mesma campanha. E você nota como o Haddad é uma figura do PT e tudo mais, é  mais fácil traficar o Haddad do que o Ciro Gomes para dentro da eleição, para os eleitores do Lula, ele parece na amigável, é a candidatura do Ciro Gomes com bastante maquiagem, penteado, roupas bonitas e tal, mas é o mesmo processo político que nós estamos enfrentando, quem leva adiante esta campanha e toda uma ala direita do PT, que são quem, os governadores do PT, queria falar mais sobre estes governadores aqui hoje, ar para esclarecer todo mundo, vário setores parlamentares que conformam uma grande ala direita. Se vocês me permitem, queria brevemente contar um pouco da história do PT.

O PT quando a ala majoritária…, o hoje campo majoritário, chamas CNB, assumiu o controle, eles tinham um grande controle da máquina partidária, no Centro do controle desta máquina partidária estavam aí militantes experientes, seja vindo do sindicalismo, seja vindo das organizações de esquerda da década de 70, a cabeça visível deste aparato chamava-se naquele momento José Dirceu, que controlava este aparato do PT.

Quando o PT chegou ao governo ao governo a burguesia, logicamente mapeando o PT, chegou a conclusão de que para quebrar a máquina petista eliminar o José Dirceu era uma coisa essencial, daí daí véu o processo do mensalão, no princípio era mais uma tentativa de enfraquecimento do PT e depois adquiriu a feição do principal o do golpe de Estado contra o PT. Colocaram na cadeia o José Dirceu, colocaram na cadeia dois tesoureiro do PT que também são experientes na organização de campanha e finalmente colocaram o próprio Lula na cadeia, quer dizer em grande medida o aparato dirigente do PT, do partido, partidário propriamente dito, foi desmantelado e o partido entrou num redemoinho, num vazio, ficou sem ima direção firme, o que tem permitido que os governadores estaduais, pelo fato de serem governadores, de serem chefes importantes de máquinas políticas que  não são do PT, são da burguesia fossem crescendo na dominação do partido, então nós temos essa luta dentro do PT nesse momento, é uma luta muito intensa embora não apareça na superfície dos acontecimentos, é não vamos ter nenhuma dúvida que esse setor e uma ala direita do PT. A esse setor juntam-se outros setores que são também basta de direitistas que no PT se organizam no grupo mensagem ao Partido, para muita gente isso não quer dizer nada, mas vamos dar os nomes que fica muito claro, José Eduardo Cardozo, Tarso Genro, Rio Grande do Sul é uma fortaleza desse candidatos dessa direita e, logicamente, embora eu não conheça o funcionamento interno do PT, só pelo a a gente vê na imprensa que esse pessoal está acuando a ala lulista para ceder, ceder a candidatura e vários setores da pequena-burguesia cresceram no último período, avançando agressivamente contra todas as pessoas que defendem a candidatura do Lula.”m 

Veja aqui, na Causa Operária TV, o trecho destacado: