Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Amazon_CIAT_(5)
|

Em editorial da última terça-feira (20) intitulado “Bolsonaro desagrada ao agronegócio”, o jornal O Globo dá prosseguimento à campanha demagógica que as Organizações Globo e a imprensa capitalista em geral vêm fazendo a respeito do meio ambiente, em especial da Floresta Amazônica.

O artigo aponta os ataques feitos pelo fascista Bolsonaro contra ONGs e os governos de Alemanha e Noruega como falta de bom senso, uma vez que, com isso, os dois países estão retirando sua participação no Fundo Amazônia.

Além disso, o jornal reproduz as acusações dos semanários alemães Der Spiegel e Die Zeit, incluindo o pedido deste último: “é hora de sanções.”

É bom que fique claro: tanto Bolsonaro como O Globo estão sendo demagógicos. O presidente ilegítimo faz ataques retóricos contra governos imperialistas para fingir nacionalismo a fim de agradar a uma parcela da população, como setores de sua base social.

Por outro lado, O Globo finge defender o meio ambiente para ganhar apoio de outra parcela da população, em sua maioria de uma esquerda pequeno-burguesa, propagando a “proteção” da Amazônia pelas potências capitalistas, uma vez que o Brasil não seria capaz de cuidar da floresta.

Ambos, na verdade, defendem a entrega da Amazônia para poderosas forças estrangeiras, para os monopólios imperialistas. Bolsonaro já demonstrou isso quando sinalizou que a Amazônia não é do Brasil e que ficaria melhor sob o domínio direto dos Estados Unidos, país do qual Bolsonaro é um pau-mandado. E também quando entregou o controle da base aeroespacial de Alcântara, no Maranhão, para os norte-americanos.

O Globo, como veículo principal da propaganda imperialista no Brasil, maior impulsionador dos golpes de 1954, 1964 e 2016, utiliza essa campanha para fomentar a ideia de que a Amazônia, para ter sua biodiversidade protegida, precisaria ter o controle passado para os países imperialistas, como a Alemanha, a França e os próprios Estados Unidos. Trata-se de um jornal que propaga os interesses estrangeiros no Brasil, contra o Brasil.

Nem Bolsonaro, nem O Globo e a imprensa golpista, defendem a Amazônia. Defendem a exploração da Amazônia pelo imperialismo. Ao contrário disso, ela deve ser de controle direto do povo brasileiro, único que tem interesse em defender a soberania da região e do País, para seu desenvolvimento respeitando o próprio território e os povos que a habitam, a fim de desenvolver a economia nacional para o bem estar da própria população, e não atividades que geram o lucro dos capitalistas em troca da miséria do povo e da destruição dos recursos nacionais.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas