Menu da Rede

O Fórum Social Mundial e a defesa da universidade pública

Tempo de Leitura: 2 Minutos

Publicidade

Reproduzimos abaixo nota da ADUNEB (Associação dos Docentes da Universidade do Estado da Bahia)

A coordenação da ADUNEB manifestou total apoio à realização do Fórum Social Mundial (FSM), que aconteceu em Salvador, de 13 a 17 de março. Desde o princípio somamos forças às demais entidades, organizações políticas e movimentos sociais da construção do evento. Neste momento de retrocessos e retiradas de direitos trabalhistas e sociais, as cerca de 1300 atividades que ocorreram durante o FSM tiveram uma importância política ímpar na ação de resistência ao governo Temer, em pensar alternativas para barrar o avanço do neoliberalismo e a ofensiva conservadora.

Em conjunto com o Fórum das ADs e o ANDES-SN construímos uma programação de debates que, entre outros temas, abordou a defesa da Universidade Pública, colégios de aplicação e CEFET, usando as lentes de gênero e o recorte de raça e classe. A Tenda da Unidade, localizada durante o FSM no Campus da Ufba de Ondina, foi o resultado do esforço da ADUNEB e de outras entidades de constituir unidade de ação para vencermos os retrocessos e barrarmos as retiradas de direitos. A Tenda teve como protagonistas e organizadores(as) o ANDES-SN, ASSIBGE, SINDJUFE-Ba, SINASEFE e a Auditória Cidadã da Dívida. Além da participação na Tenda da Unidade, durante os cinco dias de atividade, a ADUNEB ainda emprestou seu auditório aos organizadores do FSM para a realização de reuniões e outras atividades de apoio.
Diante do esforço envidado, que pode ser comprovado pela publicação de inúmeras matérias nos sites da ADUNEB e do Fórum das ADs, a coordenação do sindicato vem a público manifestar veemente repúdio à edição tendenciosa da matéria veiculada pela TV Record, em 12 de março. Convidadas a conceder entrevistas sobre a crise orçamentária por que passa a universidade, as coordenadoras do sindicato, por três vezes, de maneira exaustiva, frisaram durante a conversa com a jornalista Renata Loures, a importância do Fórum Social Mundial e a participação da Uneb na construção do evento. Porém, ressaltaram também os problemas que impactam a universidade, que constam na pauta de reivindicações do Movimento Docente e da necessidade do governo Rui Costa apresentar boa vontade política na solução dos problemas.
Por fim, diante dos fatos ocorridos, a ADUNEB faz a autocrítica por não ter acreditado, mesmo ciente de que se tratava de uma emissora de TV burguesa e da grande mídia, que pudessem realizar uma edição tão criminosa e com um recorte distorcido do que realmente aconteceu. A assessoria jurídica do sindicato está entrando com pedido de retratação junto à citada emissora.
Populares na Rede
[wpp range="last24h" limit="3"]
NA COTV

No 19/06, tomar as ruas com comitês vermelhos! - Jornal dos Comitês de Luta - 16/06/21

44 Visualizações 33 minutos Atrás

Watch Now

Send this to a friend