Menu da Rede

São Paulo: vermelho marcou presença em ato por “Fora Bolsonaro”

Impeachment é uma armadilha

O “Fora Bolsonaro” deles e o nosso

As mobilizações devem exigir a queda do governo Bolsonaro e de todo o regime golpista, devem ser mobilizações populares, da esquerda

Mobilização vermelha – Arquivo

Publicidade

Bolsonaro foi eleito graças a uma fraude eleitoral organizada pela direita golpista que contou com a participação direta dos que hoje querem aparecer de oposição ao governo federal: PSDB, DEM, MDB e o chamado “centrão”. Foram articuladores da fraude e dão sustentação ao governo Bolsonaro na sua política fundamental de ataques ao povo.

Essa direita procura uma alternativa eleitoral a Bolsonaro, que mantenha sua política neoliberal. Não é mais do que uma alternativa eleitoral, não há interesse em derrubar o governo.

A esquerda pequeno-burguesa, por sua vez, seguindo as orientações da direita golpista tradicional, se recusou a chamar o “fora Bolsonaro”. Passou os anos de 2019, 2020 inteiros sem chamar o povo a lutar pela derrubada desse governo fascista. Pior ainda, acreditou na conversa da direita de que a única solução para a pandemia era o “fique em casa”, impedindo o povo a sair às ruas.

Agora, o povo decidiu romper com essa paralisia criminosa e encheu as ruas de vermelho. A população está nas ruas para exigir a derrubada de Bolsonaro e de todo o regime golpista e lutar pelas reivindicações populares como auxílio emergencial de verdade, vacinação em massa, contra as privatizações.

Diante dessa mobilização, a direita golpista procura se aproveitar do movimento. Vários elementos desclassificados, com a devida divulgação e o apoio da imprensa golpista, vêm a público para dizer que são a favor do impeachment de Bolsonaro.

O que faz esses direitistas, que na realidade são parceiros de Bolsonaro nas questões políticas e econômicas fundamentais contra o povo aparecerem como defensores da queda do governo? A resposta é simples. Essa direita quer se aproveitar da mobilização da esquerda e do povo para dar uma saída eleitoral para ela. Mais precisamente, querem usar o movimento que não é deles para eleger um direitista neoliberal inimigo do povo.

Por isso, essa direita aparece defendendo o impeachment. Trata-se de uma saída institucional, ou seja, uma saída que está de acordo com os interesses da burguesia. Querem controlar a mobilização através dessa política institucional para derrota-la.

Como parte dessa manobra está a tentativa de enfiar na manifestação o verde e amarelo. O significado político disso é colocar o movimento a reboque da burguesia, retirando o caráter combativo e esquerdista da mobilização.

Setores da esquerda pequeno-burguesa acompanham essa política da burguesia, defendendo o impeachment como a saída para o fora Bolsonaro. Dessa maneira, estão contribuindo para a manobra da direita contra as mobilizações.

Defender o fora Bolsonaro não é a mesma coisa que defender o impeachment de Bolsonaro. A mobilização deve exigir a derrubada de Bolsonaro da maneira como for necessária. Isso significa que: 1) a derrubada será produto da mobilização popular e não de uma manobra institucional; 2) a derrubada de Bolsonaro vai colocar em xeque a própria estabilidade de todo o regime político golpista, justamente porque as massas estarão na liderança do processo político e elas são contra a política golpista de conjunto.

Portanto, o impeachment pode ser uma das possibilidades dessa derrubada. Se o impeachment for, eventualmente, o resultado do crescimento e radicalização da mobilização, ele não terá sido nada mais do que o produto dessa luta contra o governo Bolsonaro.

Transformar o fora Bolsonaro, que é a real vontade dos que estão saindo às ruas, em impeachment é uma armadilha perigosíssima. É o caminho da derrota. O Congresso Nacional está dominado por bolsonaristas e elementos desclassificados da direita que estão à venda para aprovar qualquer tipo de medida contra o povo.

Está claro que depositar as esperanças do movimento nesse Congresso de políticos burgueses vagabundos é aprofundar as ilusões das massas nas instituições dominadas pelos golpistas. Sem a faca no pescoço desses políticos, que é a única linguagem que eles entendem, Bolsonaro não será derrubado.

O fora Collor, por exemplo, só foi possível porque houve uma enorme mobilização que exigiu a derrubada do presidente.

Nesse sentido, é preciso dar um sentido popular às manifestações, o que significa que as organizações de esquerda, os partidos e sindicatos devem estar na liderança da mobilização. É preciso que a derrubada de Bolsonaro seja seguida pela defesa da candidatura de Lula, que é o nome da esquerda verdadeiramente popular.

Em suma, as enormes mobilizações que tomam conta das ruas do País devem ter um caráter revolucionário, devem romper com qualquer tentativa de transformar a manifestação em uma campanha eleitoral da direita golpista.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.