Crise hospitalar
Governo mata seu povo quando não tem o tratamento que ele precisa para sobreviver
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
cancer(1)
Falta de diagnóstico e tratamento para o câncer | Reprodução

No estado do Rio de Janeiro, vem crescendo o abandono pelos pacientes de câncer, que não estão conseguindo fazer tratamento, nem mesmo serem diagnosticadas. É um total abandono do Estado em um quadro onde o tempo é primordial para a garantia da vida. E o ano de 2020 segue com os mesmos agravantes em recorrente crescimento.

No dia 14 de novembro deste ano, a paciente Aisha Correia Rodrigues, de 17 anos, deu entrada em uma UPA da cidade de Caxias para infecção urinária, entretanto, após alguns exames, os médicos suspeitaram que o quadro da doença poderia, na verdade, ser câncer nos ossos. Para confirmar tal suspeita, a moça precisaria fazer uma biopsia, que não é realizada neste hospital. Aisha então entrou com um pedido de transferência para um hospital habilitado, que pudesse confirmar o seu caso e seguir com o tratamento adequado, caso fosse confirmado. No entanto, não conseguiu transferência por um bom tempo. Apenas quando seu caso repercutiu, a Secretaria Estadual de Saúde conseguiu sua transferência para um hospital em Andaraí.

Outro caso que foi resolvido transferência através de uma certa mobilização foi o caso da paciente Sandra Helena Lopes, de 51 anos, que foi diagnosticada com câncer e estava recebendo quimioterapia, mas com seu caso agravando, precisou de transferência para um hospital mais habilitado para o seu caso. Em entrevista, o filho de Sandra deu um depoimento: “Eles estão esperando só ela morrer pra poder falar “consegui uma vaga”. O médico falou que se ela não sair dali no momento… se ela não sair dali no momento pra ontem, se ela não sair, ela vai morrer. Ela vem a óbito.”.

Já o caso de Sandra Bernardo de 33 anos, diagnosticada com a doença, precisou de cirurgia e fez o pedido em Agosto deste ano, sem conseguir uma vaga até este momento. Em entrevista com Bom dia Rio, Sandra Bernardo expôs sua aflição: “A gente fica aflita, a gente fica nervosa, mas tenta manter a calma pra não ficar pior, não se entregar mesmo, porque é um sistema que a gente fica aguardando, é um sistema público pra gente reviver um problema que é sério e nada se resolve.”.

Pedro Rafael de Marchi, Oncologista, reitera o agravante que é a espera por um tratamento de câncer e não ter as condições em mãos: “Quando a gente leva muito tempo para fazer esses exames, o grande risco é a doença aumentar. E uma doença que potencialmente seria curável se fossem feitos os exames e as detecções precocemente, passa a ser uma doença avançada e incurável, a gente tenta não atrasar, principalmente essa fase inicial das avaliações e principalmente o paciente que precisa de cirurgia, porque quando ele faz cirurgia pra câncer, grande parte desses pacientes estão sendo operados para ficarem curados da doença. E você atrasar essa cirurgia, não fazer essa cirurgia, pode obviamente prejudicar o resultado desse tratamento e o paciente que seria curado passa a ser infelizmente um paciente em cuidados paliativos.”

É um absurdo sem dimensões toda a população não receber o tratamento necessário para sobreviver. O Estado que demora com as transferências, que não cumpre as demandas necessárias para garantir a saúde de sua população, é um Estado que mata seu povo, são assassinos, pois seu dever é assegurar que seu povo tenha o que é preciso para viver. Apenas com a mobilização popular e a denuncia da imprensa do povo é que poderá haver mudanças e melhoras no sistema hospitalar.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas