Da Redação – Os efeitos do golpe de estado nas condições de vida da população são cada vez mais profundos. Essa semana um levantamento feito pela Organização das Nações Unidas, a ONU, demonstrou a situação de pobreza que cada vez mais vai sendo lançada a população brasileira. De acordo com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, o PNUD, desde 2015 até 2017, cerca de 6,27 milhões de pessoas foram lançadas abaixo da linha da pobreza, totalizando 23,3 milhões de brasileiros. Esse total corresponde a 11,2% da população no período pós-golpe de estado.

O Índice de Desenvolvimento Humano do país também teve queda. O Brasil registrou a nota de 0,759 em uma escala que vai de 0 a 1. O Brasil ocupa a posição 79 no ranking mundial, na América latina está na quinta colocação, atrás de Argentina, Chile, Uruguai e a Venezuela. Esta última que vem sendo alvo de um sistemático boicote por parte do imperialismo, ao mesmo tempo em que é pintada pela imprensa golpista como um país completamente miserável.

A situação no Brasil, no entanto, é de uma devastação cada vez maior. O desemprego, de acordo com o relatório, está na casa dos 12,9%. Número que, na realidade, é muito maior do que isso, quando se considera o contingente populacional que está no sub-emprego, por exemplo. Soma-se a isso o dado apontado pelo relatório que um terço dos jovens, com a idade entre 15 e 24 anos, ficou fora do mercado de trabalho, sendo que 24,8% dessa faixa populacional não estuda e nem trabalha.

A taxa de escolarização permanece estagnada. Uma criança que ingressa no sistema de ensino brasileiro hoje possui a mesma expectativa de 2015. A media de ensino entre os que possuem 25 anos e de 7,8 anos. A expectativa de vida entre os brasileiros também se manteve inalterada entre 2015 e 2017, sendo de 75,3 anos.

Os números demonstram uma pequena amostra do quadro social produzido pelo golpe de estado. A aprovação do congelamento dos gastos públicos, a reforma trabalhista, a terceirização, bem como a reforma da previdência, tendem  a aprofundar ainda mais a situação de miséria no país. Nesse sentido é necessário mobilizar a população contra essa politica de terra arrasada que toma conta do pais. Somente a luta nas ruas contra o golpe poderá reverter esse cenário.

Send this to a friend