O caminho para a liberdade de Lula

mw-1240

A revista Fórum apresentou algumas possíveis maneiras de Lula ser liberto “por bem”. As possibilidades são poucos, segundo a própria reportagem, que consultou juristas e advogados.

Na noite de ontem, veio a notícia de que Lula pode ser transferido de prisão. É mais uma abitraridade anunciada, e uma tentativa de dispersar a mobilização que se criou em torno de sua prisão em Curitiba.

Os golpistas já entraram no reino da ilegalidade. Não existe mais saída institucional para medidas cada vez mais criminosos que o Estado comete contra o povo. A prisão de Lula, de maneira completamente ilegal, é o ponto mais alto que atingiu até agora essa ditadura, o que não significa que ela não posso se aprofundar caso não aja uma reação enérgica por parte dos trabalhadores e das organizações populares.

Por isso, é preciso medidas concretas de mobilização. Para que os golpistas se sintam minimamente abalados é preciso que o movimento imponha uma dura ação massiva, que coloque em xeque a própria existência do regime político. Medidas parciais, atos de demonstração, discursos parlamentares e eleitorais, manobras institucionais não irão nem mesmo arranhar regime político.

O 1º de Maio é daqui a exatamente uma semana. A tarefa do momento é transformar o dia do trabalhador, dia de luta e mobilização, em um gigantesco ato em Curitiba que tenha como palavra de ordem central a liberdade para Lula.