ciro e ACM Neto
O Blog O cafezinho mais uma vez sai em defesa da política direitista de Ciro Gomes
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
ciro acm
ciro e acm | arquivo

A formalização da aliança do PDT de Ciro Gomes com o DEM do ACM Neto na cidade de Salvador, quando o PDT saltou da base de apoio do governador Rui Costa (PT) para os braços do partido da direita foi festejado pelos defensores da frente ampla como um acontecimento marcante. O próprio Ciro Gomes não escondendo sua euforia com a composição com partido herdeiro da ditadura militar, e com o clã do famigerado Antonio Carlos, o “Toninho malvadeza”.

Ao examinar de forma precisa e minuciosa o desenvolvimento da política levada adiante por Ciro Gomes não é nenhuma novidade essa coligação com o DEM, um dos partidos fundamentais na execução do golpe.

Essa aliança com o DEM simplesmente escancara a política buscada por Ciro Gomes constantemente, em 2018, houve inclusive uma tentativa de aproximação com o “centrão”, que não prosperou pois a burguesia acabou por tentar Geraldo Alckim para depois se unificar em torno de Bolsonaro. Papel de Ciro, naquela oportunidade era tão somente tirar os votos do PT para favorecer os candidatos do Golpe. Com a aproximação com ACM Neto, Ciro procura se apresentar como o candidato do “centrão” em 2022.

Neste sentido, os ataques ao PT, e a Lula em particular por parte por Ciro Gomes nunca foi por “indisposições subjetivas” ou pelo “intransigência do PT em compor” , mas parte desse cálculo político do cirismo e outros setores para fazer uma política ampla, ou seja colocar os trabalhadores a reboque da direita. Para essa operação ter algum resultado, Ciro Gomes precisa se passar como “esquerdista” com um “projeto nacional de desenvolvimento”, para  sequestrar os votos destinados ao PT, enfraquecendo a polarização.

O acordo celebrado entre Ciro Gomes e ACM Neto demostrou para muitos incautos que a cirismo não passa de uma variante do golpismo, que os ataques a Lula nunca foram por acaso. O blog O Cafezinho, que se especializou em ser uma correia de transmissão do cirismo, e em toda e qualquer ocasião fazer uma exaltada defesa de Ciro Gomes, procurou mais uma vez cumprir seu papel de sempre.

Dessa feita, os ciristas ficaram em uma saia justa, onde fica a intensa campanha do O Cafezinho para apresentar Ciro Gomes de “ esquerda”, até mesmo da “ verdadeira esquerda” ( basta lembrar a exploração do episódio da retroescavadeira patrocinado pelo senador Cid Gomes) diante do acordo entre Ciro e ACM Neto?

Sobre isso, MIGUEL DO ROSÁRIO, editor do O Cafezinho no seu artigo É VÁLIDO FAZER ALIANÇAS ELEITORAIS COM A DIREITA? procura justificar os acordos com os remanecestes da ditadura militar.

Incialmente procura contornar o questionamento sobre o “ esquerdista” Ciro.

“Alguns questionam o vice-presidente do PDT, Ciro Gomes, que vem defendendo publicamente a aliança entre seu partido e o DEM, por entrar em contradição: ora, não era o mesmo Ciro que tanto criticava as alianças do PT com a direita, sobretudo com o PMDB?”

Ao responder a essa pergunta, Rosário utiliza os velhos truques do mestre Ciro, simplesmente começa atacar violentamente o PT “ao abraçar o neoliberalismo, o PT caiu nas graças do mercado financeiro, doméstico e internacional. Tornou-se o queridinho da imprensa mundial. Lula recebeu tapinha nas costas de Obama como “o cara”. Essa opção, todavia, minou as bases de qualquer mudança estrutural no país.” E que “ houve um profundo erro ético” nos governos do PT ao fazer “ alianças espúrias”.

As criticas as coligações do PT com partidos burgueses, são evidentemente são corretas, entretanto como um ilusionista, o editor do O cafezinho passa a apresentar a fantasiosa tese de que a “ mudança estrutural” poderá ser possível, através de aliança com setores conservadores “ não bolsonaristas” em torno de “ um projeto”.

“Os partidos populares podem ser aliar a legendas conservadoras, desde que estas alianças não sejam um obstáculo a consecução de um projeto nacional, desde que sejam republicanas, pautadas por acordos de ordem programática, e desde que o partido popular não deixe, jamais, de manter sua base mobilizada em prol das reformas necessárias à emancipação, segurança e bem estar da classe trabalhadora.”

Assim, Miguel de Rosário apresenta a noção de que alianças com a direita são “ espúrias”, menos as realizadas por Ciro Gomes e “ os setores populares” com a direita mais golpista do país, com o partido herdeiro da Arena, PDS e DEM. Inclusive, Rosário chegar a falar em “ emancipação dos trabalhadores”, e tudo mais.

Sem dúvida, o Cafezinho como instrumento de propaganda de Ciro Gomes tenta de maneira desesperada passar uma política ultra direitista como sendo “ progressistas”. Mas como se diz, contra fatos não existem argumentos, a coligação com ACM Neto evidenciou que nenhum contorcionismo do blog cafezinho pode esconder mais, Ciro Gomes é político de direita como vários outros demagogos da política nacional.

 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas