Menu da Rede

Antônio Carlos Silva

A eleição transforma o homem

O bom-mocismo dos “nobres” candidatos da esquerda nas eleições

Chegaram as eleições e a esquerda abandona o discurso radical para para se transformarem em candidatos "bons-moços", nobres políticos, para agradar a burguesia e sua imprensa

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Quem tem alguma dúvida sobre a parcialidade da imprensa golpista deveria simplesmente se retirar da política. A colocação da imprensa e seus jornalistas obedece a uma determinada orientação política geral. As eleições são um momento em que fica ainda mais evidente esse fato.

Esses monopólios que em tese deveriam garantir igualdade de condições para todos os partidos e candidatos são instrumentos para manipular as eleições de acordo com os interesses da burguesia.

Principalmente nas eleições, a esquerda pequeno-burguesa parece acreditar na imparcialidade da imprensa e se joga na ilusão de que pode conquistar a chamada opinião pública, que na realidade nada mais é do que uma opinião média que a burguesia controla para seus interesses.

Na esperança de conseguir um lugar ao sol na imprensa golpista o que lhes asseguraria a chance de votos e do tão sonhado cargo, de inflamados radicais, os esquerdistas copiam o sorriso amarelo dos políticos burgueses, o abraço na criancinha e no idoso, a propaganda eleitoral tradicionalmente rebaixada e vazia de conteúdo da burguesia.

Essa transformação na aparência vem, logicamente, acompanhada por um programa tanto mais direitista quanto maiores são as chances que o candidato tem ou pensa ter de ser eleito. O caso de Boulos em São Paulo é bastante significativo. O candidato do PSOL, que para quem o conhece dos movimentos populares sabe que seu radicalismo se resume no máximo a bravatas em carro de som, adota desde o início um programa reformista que ele e sua vice, Luiza Erundina, chamaram de “revolução solidária”. Um reformismo sem reformas, uma mera demagogia eleitoral.

Na medida em que a imprensa golpista apresenta Boulos como um candidato competitivo, Boulos vai se tornando ainda mais adaptável à opinião pública burguesa. Aparece cada vez mais como um candidato bom-moço, uma pessoa ponderável, sensata e todas essas besteiras que a burguesia atribui àqueles que quer promover.

A propaganda da imprensa burguesa para o candidato do PSOL tem um objetivo muito claro: isolar o PT, servir como um fator de divisão da esquerda. Ou é isso, ou devemos acreditar que a imprensa golpista de uma hora para outra deixou de ser direitista. Os psolistas parecem acreditar nesse conto fantástico.

Mas o caso Boulos é apenas um. Toda a esquerda pequeno-burguesa se adapta às eleições, numa encenação de bom-mocismo.

Enquanto isso, vemos um comportamento bastante diferente em relação aos candidatos do PCO. Ainda estamos no início das eleições, mas a reação da imprensa golpista diante da campanha revolucionária nas eleições mostram que o PCO está no caminho certo. Levantando como palavra de ordem o “fora Bolsonaro” e a luta pelos direitos políticos de Lula e por Lula candidato, os candidatos do PCO já foram censurados, caluniados e ridicularizados. Não pode haver campanha política, apenas aquela campanha fraudulenta para agradar a “opinião pública” burguesa, ou seja, enganar a população.

A esquerda cai nessa armadilha justamente porque tem medo dessa “opinião pública”, quer ser bem aceita no clube dos políticos burgueses, por isso o bom mocismo. E logicamente, querem um cargo a todo o custo, para isso, é preciso brincar de ser candidato burguês.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores
O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.