Moradores apontam caminho
O exemplo dos moradores denuncia o óbio… nenhum governante de plantão irá resolver os problemas do povo… contra esse despejo é preciso mobilizar já!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
protesto-277
Cerca de 150 pessoas participaram da manifestação que bloqueou a BR 277 | Reprodução

Contra a expulsão de suas casas em plena pandemia, nesta segunda (31) a população reagiu e bloqueou a BR 277, estrada de acesso ao Porto de Paranaguá-PR, das 14h até a madrugada da terça (1º).

A resposta se deu contra a Polícia Militar do Paraná, que de forma criminosa, despejou as cerca de 400 famílias na região da Vila Jardim Vitória, também conhecida como Jardim Figueira, em Paranaguá-PR.

Um dos bloqueios feitos pela população, contra o despejo criminoso da PM.

O despejo foi a pedido do Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR), através de um pedido no último dia 27 pela Vara da Fazenda, que solicitou o apoio da PM para a reintegração de posse. Quem ajuizou a Ação Civil Pública foi o Ministério Público do Paraná (MPPR) argumentando que seriam ocupações irregulares em propriedade particular.

Aparato de repressão do Estado a serviço dos interesses dos donos de terreno e contra a moradia popular.

De um lado, o povo pobre, trabalhador, que tem negado por parte do Estado brasileiro o direito à moradia, que consta da Constituição de 1988:

“Art. 6º São direitos sociais a educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, a moradia, o transporte, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância, a assistência aos desamparados, na forma desta Constituição.”

De outro lado, as instituições do próprio Estado brasileiro, sobretudo do aparato policial e judicial – PM, MPPR, TJPR – que além de não garantir nenhum direitos da população, ainda agem com brutal repressão e violência, jogando na rua centenas de famílias em plena pandemia de coronavírus, um verdadeiro crime.

Este caso se soma aos inúmeros despejos que vem ocorrendo no país, fruto da ofensiva da burguesia e seus representantes (Bolsonaro, Ratinho Jr., prefeitos e poder Legislativo e principalmente Judiciário) contra o povo pobre e trabalhador brasileiro, um resultado escancarado do golpe de Estado de 2016 e da fraude eleitoral de 2018, que levaram ao poder a extrema direita fascista.

Desta forma, é preciso destacar a postura dos moradores parnanguaras, que se levantaram da única forma real de defender seus direitos, que é através da mobilização popular!

O exemplo dos moradores denuncia o óbio, nenhum governante de plantão deste regime golpista, seja o presidente fascista Bolsonaro, seja o governador bolsnarista Ratinho Jr., seja o prefeito direitista Marcelo Roque, irá resolver os problemas do povo. Contra mais esse crime do Estado brasileiro e dos golpistas, é preciso mobilizar já!

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Whatsapp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
Relacionadas