Lucro do agronegócio é farsa
Latifundiários ganham fortunas gerando prejuízo ao meio ambiente e a sociedade, que fica mais pobre, doente e com futuro incerto
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
SECA-1200
Modelo do agronegócio brasileiro é destruidor do meio ambiente, concentra renda e traz doenças | Foto: Nações Unidas

A imprensa burguesa tem destacado mês a mês a importância do agronegócio para as exportações brasileiras e como uma espécie de motor da economia nacional. Em julho, as vendas externas do agronegócio representaram 51,2% do total exportado pelo país, uma alta de 11,7% em relação aos valor exportado em julho do ano passado (Correio24horas, 1/10/20). Os empresários do agronegócio além de vender mais, estão ganhando muito mais em reais, pois com a desvalorização da moeda nacional, recebem muito mais por cada dólar exportado.

Mas é importante saber o que significa isso na verdade. O forte crescimento do agronegócio não pode ser comemorado da forma que é. Há um alto preço que a sociedade em geral paga para que esse modelo de agronegócio prospere.

O modelo de agronegócio adotado no Brasil usa pesticidas (agrotóxicos) em excesso – o Brasil é campeão mundial no uso de venenos –, usa fertilizantes em excesso – grande parte importado -, a maioria das culturas hoje em dia usa sementes geneticamente modificadas, que causam dano às culturas que usam sementes tradicionais e há obrigação de pagamento de royalties às empresas multinacionais que controlam as sementes no mundo, hoje 10 empresas controlam 75% do mercado de sementes no mundo.

Todos pagamos um alto preço pela expansão do agronegócio. Nos últimos dias vimos o crescimento das queimadas e dos incêndios florestais provocados pelos grileiros e grandes fazendeiros. Essa é uma face do agronegócio para a abertura de novas terras para a pecuária e para o plantio de monocultura de exportação, em geral o soja.

Além da destruição das florestas (na Amazônia legal) e do aumento da desertificação no país (extremo sul, centro-oeste e nordeste), e pelo assoreamento de rios, o agronegócio é responsável direto pelo uso excessivo de água tanto na pecuária quanto na agricultura. Cada cabeça de gado bovino que entra no abatedouro consumiu no mínimo 40 mil litros de água. A agricultura, por sua vez, consome 70% do montante de toda a água consumida no planeta, segundo a FAO (Fundo das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação). É por isso que se diz que o Brasil exporta sua água, quando exporta os produtos do agronegócio.

Os capitalistas do agronegócio ficam com o lucro e o resto da sociedade fica com os prejuízos. Prejuízos ambientais graves, que custam muito para serem corrigidos, caso o sejam. Prejuízos na área de saúde, por contaminação provocada pelos agrotóxicos, pelo aumento dos casos de câncer e até por grande parte dos casos de depressão e suicídio de trabalhadores – caso principalmente dos trabalhadores de plantações de tomate que usam veneno demais que entra na corrente sanguínea dos trabalhadores.

Os casos de contaminação e morte dos trabalhadores têm sido documentados desde a década de 1970, mas pouco tem sido feito para evitar. Ao contrário de proteger os trabalhadores e a sociedade, o governo golpista tem aprovado a importação de venenos que já são banidos de quase todos os países do mundo.

Há outros modelos de produção agrícola e pecuária que não causam tanto dano ao meio ambiente e à sociedade, inclusive mais rentáveis que o agronegócio monopolista. A opção pelo agronegócio dominante no Brasil é política e de classe. Uma opção pelos grandes latifúndios e pela empresa monopolista. A imprensa burguesa comemora como sendo uma grande vantagem ao país, mas é um dos elementos fundamentais da desgraça presente e futura do país que está perdendo suas florestas, sua água potável, as sementes nativas e a saúde de seus trabalhadores.

 

 

 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas