Genocídio do governo
Os números registram até 5 mil óbitos a mais ligados a pandemia, o que, devido a situação de total descaso, deve ser ainda maior
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
eua3(1)
oto: ANGELA WEISS / AFP |

Da redação – O número de mortes por coronavírus na cidade de Nova York parece ser maior do que a contagem oficial do governo local, afirmou o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos em um relatório divulgado nesta segunda-feira (11). Porém, a política adotada pela direita fascista, modelo seguido no Brasil, é de esconder o laudo de muitos óbitos com sintomas respiratórios, ou, até mesmo, não realizar os testes.

“Outros 5.293 óbitos não identificados como confirmados ou prováveis associados ao Covid-19 podem ter sido direta ou indiretamente atribuídos à pandemia”, afirmou o relatório.

Cerca de 24.172 pessoas a mais do que o estimado morreram na Big Apple entre 11 de março e 2 de maio, segundo a análise do CDC. Durante este período, a cidade confirmou que 13.831 pessoas morreram por Covid-19 e 5.048 mortes prováveis pela doença, num total de 18.879 óbitos relacionados ao vírus.

O Estado de Nova York foi o mais atingido pelo surto nos Estados Unidos, com mais de 26.600 mortes declaradas, de acordo com uma contagem da Universidade Johns Hopkins.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas