Zika
Uma nova linhagem do zika-vírus foi detectada no país. Ganha força a possibilidade de uma nova epidemia.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
zika
Mosquitos transmissores do Zika | Foto: Alvin Baez

Na última quarta-feira (24), a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) informou a detecção, pela primeira vez no país, do vírus zika de tipo africano. Duas linhagens do vírus são conhecidas: a asiática e a africana (subdividida em ocidental e oriental).

Segundo a Fiocruz, maior centro de investigação médica da América Latina, a linhagem descoberta já está em circulação no país há algum tempo e pode ter potencial epidêmico, visto que a maior parte da população não possui anticorpos para esse novo tipo de zika-vírus.

Uma das pesquisadoras do estudo alerta para a necessidade de cuidados de saúde pública: “Atualmente, com as atenções voltadas para a covid-19, este estudo serve de alerta para não esquecermos outras doenças, em especial a zika. A circulação do vírus no país, bem como a realização de estudos genéticos devem continuar a ser realizados a fim de evitar um novo surto da doença com o novo genótipo circulante”, reforça Larissa Catharina Costa.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas