Justiça nega pedido de Cabral
Sebastião Reis Júnior, ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), nega pedido de liminar para revogar a prisão preventiva de Sérgio Cabral, ex-governador do Rio de Janeiro.
Sergio Cabral faz exame de corpo delito no IML de Curitiba na manhã desta sexta-feira (19)
Sérgio Cabral sendo encaminhado para o presídio | Foto: Reprodução
Sergio Cabral faz exame de corpo delito no IML de Curitiba na manhã desta sexta-feira (19)
Sérgio Cabral sendo encaminhado para o presídio | Foto: Reprodução

Ao passar pelas mãos de Sebastião Reis Júnior, ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), foi negado pedido de liminar para revogar a prisão preventiva de Sérgio Cabral, ex-governador do Rio de Janeiro. decretada pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) em ação da Operação Lava Jato.

De acordo com o ministro, existe “forte influência do ex-governador no âmbito do Estado do Rio de Janeiro, não somente junto à Administração Pública, mas também em diversos nichos empresariais, sociais, etc (sic), o que revela a contemporaneidade dos fatos justificadores da manutenção do
decreto prisional”.

Sérgio Cabral, que está preso desde 2016, amarga ordens de prisão no âmbito de outras investigações, como é o caso da Operação Calicute. Vale destacar que essa não é a primeira vez que Cabral é ignorado, pois em junho deste ano, o habeas corpus referente à Operação Calicute, foi negado pela Sexta Turma do STJ. À época, o pedido era pela substituição da prisão preventiva por domiciliar.

A defesa de Cabral, por sua vez, alega que outros réus, participantes da mesma suposta organização criminosa, tiveram as ordens de prisão revogadas pela Justiça.

Relacionadas
Send this to a friend