Extrema-direita
Colômbia é um dos países que mais mata lideranças sociais, camponesas e sindicais no mundo
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
colombia
Local onde ocorreu massacre | Foto: DhAntioquia

Na última terça-feira, 28 de julho, a Fundação Social Cordoberxia, da Colômbia, denunciou mais um massacre contra camponeses no país, deixando três pessoas mortas. Dessa vez, o massacre aconteceu em San José de Uré, no norte do departamento de Córdoba, 48 horas depois do assassinato de uma família no mesmo local.

A Colômbia é um dos países que mais mata líderes sociais, camponeses e sindicais em todo o mundo. Governado pela ditadura de Ivan Duque, o país segue uma política de total submissão ao imperialismo norte-americano e de repressão ao próprio povo.

Na mesma terça-feira, o governo venezuelano também anunciou que iria denunciar a Colômbia à ONU por ter permitido, seja por ação ou por omissão, que a embaixada da Venezuela em Bogotá fosse atacada pela extrema-direita fascista.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas