Porta dos Fundos
Da mesma forma que o canal Porta dos Fundos foi vítima de ataques por fascistas, agora por conta do mesmo vídeo, é processado por pai de santo gay.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
porta (1)
Atores do canal Porta dos Fundos, Fábio Porchat e Gregório Duvivier | Foto Reprodução

Nos últimos dias , a imprensa golpista da revista Istoé, informa que: “Pai de santo gay processa Porta dos Fundos e pede R$ 1 bilhão em indenização”, sendo este o título da matéria que já se mostra ao lado da censura ao canal Porta dos Fundos pelo vídeo do Especial de Natal , lançado em dezembro de 2019 e que já sofreu ataque de fascista na na véspera do Natal com bombas a sede do canal, querendo calar o canal. Agora o grupo de artistas vem sofrendo mais um processo e tentativa de censura, só que dessa vez por parte do pelo líder do centro de umbanda Ilê Asé Ofá de Prata, Alexandre Montecerrathe, que é homossexual, por “ofender” os gays.

O pai de santo disse que o motivo de querer a indenização e também a censura do vídeo é de que por ser homossexual, ele teria ficado “ofendido” com a maneira que o filme utiliza o personagem do vídeo que é um Jesus gay. Sendo um pretexto para querer calar o Porta dos Fundos. “a produção mencionada, traz o homossexualismo como uma chacota! Isso porque, não é o simples fato de trazer um personagem de Jesus homossexual que ofende, mas sim a forma de como aquele homossexual se comportou, o que foi, nitidamente, descomedida e abusiva. Isso porque, o próprio representante da Autora, é homossexual e, dessa forma, se sentiu ofendidíssimo, por todo o cenário que foi denegrido, eis que estamos tratando de religião, não é a particularidade da vida das pessoas, trata-se de uma questão milenar, a qual não tem como, de forma alguma, ser objeto de brincadeira”,, declarou o cidadão.

No longa, Jesus (Gregorio Duviver) chega do deserto na companhia de uma namorado chamado Orlando, interpretado por Fabio Porchat. Os identitários da esquerda pequeno burguesa agora tem um motivo para se colocar ao lado dos fascista que de primeira mão ficaram escandalizados com o ataque da extrema direita: “censuremos esse vídeo imoral!”, diz aqueles que se dizem de esquerda, mas querem calar a voz da expressão, como todos da direita. Mostrando assim que o objetivo é na verdade “cancelar”, sejam eles fascistas ou falsos moralistas pseudo esquerdistas

Os fascistas se ofenderam com a maneira que foi tratada a religião e o homossexual se ofendeu com a maneira que foi tratado o gay. Não importam os motivos, a censura nunca é justificada e nesse caso fica claro isso, pois o pretexto para essa censura da esquerda não importa, ele simplesmente faz coro com os ataques do final do ano passado pela direita. Pois numa posição de esquerda revolucionária e libertária, não tem nada a ver com uma política de censura, seja qual for o motivo. Ou seja o identitarismo só tem haver com aquilo que é abstrato, pseudo-intelectual e não tem nada a ver com a verdadeira luta operária, de classes, que esta sim liberta todas as causas.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Relacionadas