O Imperialismo irá aceitar?
As últimas eleições presidenciais palestinas ocorreram em janeiro de 2005 e as últimas legislativas em 2006, e agora poderiam aproximar duas alas dentro do território.

Por: Redação do Diário Causa Operária

Um comunicado da agência oficial Wafa, revelou ao mundo que o presidente palestino, Mahmud Abbas, anunciou nesta sexta-feira (15), a realização de eleições legislativas, em 22 de maio, e presidenciais, em 31 de julho, que serão as primeiras desde 2005. Uma terceira votação para eleger o Conselho Nacional Palestino será realizada também em 31 de agosto.

As últimas eleições presidenciais palestinas ocorreram em janeiro de 2005 e as últimas legislativas em janeiro de 2006.

O anúncio ocorreu após um encontro entre Abbas e o presidente da comissão eleitoral, Hanna Nasser, no palácio presidencial de Ramallah. Abbas solicitou à comissão e aos órgãos governamentais “que abram uma campanha eleitoral democrática em todas as províncias do país, incluindo Jerusalém”, disse a fonte. Abbas, de 85 anos, que tinha prometido a realização de eleições várias vezes, não informou se será candidato.

Porém, o Estado criminoso, superficial e fantoche dos EUA na região, Israel, que anexou Jerusalém Oriental após ocupá-la em 1967, mantém um amplo sistema de segurança fascista na cidade, mas este breve sinal de aproximação, é algo de suma importância para a luta contra o imperialismo.

Em setembro de 2020, o Fatah e o Hamas acordaram a organização de eleições “antes de seis meses”, no âmbito de um diálogo entre facções palestinas para unir forças a fim de fazer frente à normalização das relações entre Israel e os países árabes.

Ainda não está claro se Israel irá autorizar os moradores da Jerusalém oriental ocupada e anexada a votar – já que é praticamente uma ditadura dos EUA para controlar a região. Contudo, o decreto presidencial foi assinado depois que o partido nacionalista Fatah, liderado por Abbas, e o movimento islâmico Hamas, que governa de fato em Gaza, chegaram a um pacto no início do mês para a convocação.

Send this to a friend