Estudantes e trabalhadores
Organizações de trabalhadores e movimentos sociais retomam agenda de luta contra regime golpista de Lenín Moreno
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Foto: @wambraEc
Contra redução salarial e pacote neoliberal, equatorianos voltam às ruas | Foto: @wambraEc

Trabalhadores e estudantes equatorianos retomaram a onda de mobilizações contra as medidas neoliberais do governo Lenín Moreno nesta segunda-feira, 8 de junho. Os manifestantes tomaram o Centro Histórico de Quito afirmando que “todas as medidas neoliberais e repressivas seguem vigentes e não há justiça para o povo.”

O presidente nacional da Federação de Estudantes Universitários do Equador declarou “nos somamos a mobilização convocada pela Frente Unitário de Trabalhadores (FUT) e Frente Popular para o 8 de junho; convocamos os estudantes universitários a somarem, em todas as cidades do país, a esta importante jornada.” Além dos trabalhadores organizados na FUT e os estudantes, organizações ligadas à luta das mulheres também participam dos protestos.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Relacionadas