Nota sobre o falecimento do companheiro Fernando Fagundes Ribeiro

Vimos a público, com grande pesar, informar os militantes, simpatizantes e amigos do Partido da Causa Operária e os trabalhadores em geral do falecimento, nesta sexta-feira, 5 de outubro, do companheiro Fernando Fagundes Ribeiro, candidato ao senado pelo Estado do Rio de Janeiro e membro do Comitê Central Nacional do PCO.

O companheiro Fernando foi vítima de complicações após sofrer um aneurisma durante uma atividade política, permaneceu inconsciente por alguns dias hospitalizado e, finalmente, não resistiu. Recebemos a informação, ainda não confirmada, de que seu falecimento teria sido o resultado de uma septicemia como consequência duma infecção hospitalar. Nosso companheiro teria sido, a ser confirmada esta informação, vítima das más condições de saúde que afetam e vitimam milhares e milhares de brasileiros.

A Comissão Executiva Nacional do Comitê Central Nacional do Partido vem por meio desta expressar seu pesar e sua solidariedade aos entes queridos do companheiro Fernando e a todos os militantes do Estado do Rio de Janeiro que atuaram com ele nestes últimos anos de luta contra o golpe de Estado e de aprofundamento dos ataques contra a classe trabalhadora.

O companheiro Fernando sempre será lembrado pelo seu natural espírito coletivo, altruísmo, grande inteligência e solidariedade humana, traços característicos do militante revolucionário e tão ausentes na política burguesa. O companheiro Fernando foi o principal elemento do crescimento do Partido no Estado do Rio de Janeiro e um dos principais responsáveis pela sua firmeza política, compromisso com os interesses da classe operária e com a luta pelo socialismo.

A perda de um militante sempre é um golpe para a luta proletária, mais ainda a de um dirigente partidário revolucionário, mas no Rio de Janeiro, como em todo o País, o Partido segue a luta pela revolução proletária e o comunismo com o mesmo ímpeto, pois esta seria a vontade do companheiro que hoje nos deixa.

Nossa maior demonstração de respeito pela memória do companheiro é levar adiante a luta, a qual ele foi obrigado a deixar, por um capricho do destino, com a maior firmeza e dedicação que nunca.

 

Adeus companheiro Fernando Fagundes Ribeiro.

 

Comissão Executiva Nacional do Comitê Central Nacional do Partido da Causa Operária,

São Paulo, 5 de Outubro de 2018