Uma polícia criminosa
Polícia dos EUA dispara contra mais uma pessoa completamente indefesa. Dessa vez, Linden Cameron, uma criança de 13 anos, estava tendo um surto mental, quando sua mãe pediu ajuda.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Policiais investigam pacote suspeito na CNN em Nova York
 24/10/2018   REUTERS/Shannon Stapleton
Polícia dos EUA | Foto: Reprodução

Na última sexta-feira, 4, a polícia dos EUA disparou contra mais uma pessoa completamente indefesa. Dessa vez, Linden Cameron, uma criança de 13 anos, estava tendo um surto mental, quando sua mãe pediu ajuda.

No momento em que a mãe de Linden foi pedir ajuda, o menino, que sofre de autismo foi gravemente ferido por um tiro pela Polícia de Utah.

“Já falei, ele está desarmado, não tem nada, fica bravo assim e começa a gritar. Ele é uma criança tentando chamar a atenção. Ele não sabe regular”, disse a mãe da criança, Golda Barton, ao KUTV na terça-feira, depois de ter ligado para a emergência (911), porque seu filho Linden Cameron estava tendo um surto mental.

Atordoada, a mãe da criança questionou o óbvio: por que os policiais não usaram arma elétrica ou atiraram com balas de borracha, em vez de arma de fogo.

Segundo Barton, ao ver a polícia chegar ao local, Linden escapou por medo, mas na perseguição um dos policiais atirou nele várias vezes, deixando a criança com ferimentos no ombro, tornozelo, intestino e na bexiga.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Relacionadas