Governo contra a saúde
O governo Witzel já não paga os funcionários do SAMU há três meses
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
protestosamu
Protesto dos funcionários do SAMU, em frente à base do Caju | Foto: Reprodução

Funcionários do SAMU do Rio de Janeiro realizaram protesto na manhã desta quinta-feira (30) em frente à base do Caju, na Avenida Brasil. Além do protesto, também realizam paralisação do trabalho. Eles reivindicam o pagamento de seus salários, que já está atrasado por 3 meses.

Segundo alguns profissionais, a situação está muito grave, com enfermeiros e técnicos de enfermagem sem terem condições de sequer comprar comida em casa. Uma enfermeira afirmou que apenas 30% do pessoal está com condições de trabalhar.

Os salários deixaram de ser pagos desde que a Procuradoria-Geral do Estado suspendeu os repasses da Secretaria Estadual de Saúde para a OS OZZ Saúde, que gerencia o Samu na cidade, o contrato da OS OZZ Saúde está sendo revisto. A situação de precariedade no estado governado por Wilson Witzel se dá em plena pandemia de coronavírus, o que mostra o total descaso do governo com a saúde da população.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas