Siga o DCO nas redes sociais

Citigroup
No regime dos banqueiros, mulheres ganham 27% a menos que os homens
Funções iguais, salários iguais!
Citigroup banco
Citigroup
No regime dos banqueiros, mulheres ganham 27% a menos que os homens
Funções iguais, salários iguais!
Fachada do Citigroup. Foto: reprodução.
Citigroup banco
Fachada do Citigroup. Foto: reprodução.

O terceiro maior banco dos Estados Unidos, Citigroup, revelou que as mulheres que trabalham para a empresa ganham 27% a menos que os homens.

A remuneração média das funcionárias do Citigroup — no mundo inteiro — representava apenas 73% da remuneração média dos homens.

Ainda tiveram aqueles que viram isso como notícia positiva porque, no ano anterior, a remuneração média das mulheres era de 71%, indicando que o dado seria um “avanço”.

É óbvio que os dados não devem ser encarados assim. Eles demonstram que a diferença salarial entre homens e mulheres é enorme mesmo no terceiro maior banco dos EUA, um dos ditos países desenvolvidos.

Entretanto, esses dados não são exclusivos dos bancos. O regime capitalista, representado pelos banqueiros e pelas empresas, é baseado na superexploração da mulher, que sofre, entre tantas outras coisas, com a diferença salarial absurda em variadas funções.

O programa do PCO e do seu coletivo de mulheres, o Coletivo Rosa Luxemburgo, é bem simples: salários iguais para funções iguais. A partir desse objetivo, as mulheres precisam se unir aos trabalhadores para lutar também por um salário justo, por direitos trabalhistas e por inúmeras outras reivindicações do povo.

Clique aqui e assista os programas do Coletivo de Mulheres Rosa Luxemburgo!