Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

Na Praça da Polícia, no centro histórico de Manaus (AM), aproximadamente mil professores e alunos que apóiam a mobilização dos professores por melhores salários se reuniram para tratar o assunto e discutir a proposta do Governador Amazonino Mendes. A categoria reivindica 30% de reajuste salarial e mais 5% de aumento real de salário, totalizando um índice de 35%.

“O governador ofereceu, de contraproposta, 4,57%. Rejeitamos, claro. Esse percentual chega a ser vexatório. Sabemos que eles têm dinheiro”, disse Helma Sampaio, coordenadora geral da Asprom (Sindicato  dos  Professores e Pedagogos de Manaus )

Os professores da rede pública do Estado deflagrarão greve a partir da quinta-feira (22), desta semana. A representante completa afirmando que a categoria vai cumprir as 72 horas de prazo para comunicar o governo e, aí sim, entra em greve. O documento foi entregue na segunda-feira, na quinta inicia a total paralisação. Enquanto isso, os professores pretendem manter os atos de manifestação e visitas às escolas para conscientizar alunos.

O governador do Estado Amazonino Mendes usa a famigerada Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) para não conceder aumentos para aos professores e para as outras categorias do funcionalismo público do estado, Segundo o Governador, o estado pagará de forma gradativa, sem infringir a Lei, as datas bases dos anos de 2015 e 2016, conforme limite prudencial baseado na receita do Amazonas. Em relação ao pagamento da data base de 2017, estipulado pelo governo em 4,57%, e rejeitado pela categoria.

A situação da educação pública no país vai de mal a pior, com o golpe de Estado os ataques ficaram ainda mais intensos, cortes de verba, produto da PEC 241 a PEC da morte, reforma da CLT, que normatizou a terceirização integral, ou seja, para atividades fins.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas